Consumo inadequado de suplementos por adolescentes

FOTO: REPRODUÇÃO

Substâncias associadas à estimulantes colocam as pessoas em risco maior de problemas cardiovasculares

Muitos adolescentes estão tomando suplementos não regulados e arriscam sua saúde somente para tentar ter uma aparência melhor. Esses produtos incluem pós de proteína, esteroides e pílulas dietéticas. Proteína e alguns suplementos quando usados com a indicação de um médico e/ou nutricionista podem ser benéficos, mas quando usados aleatoriamente podem causar o efeito contrário. Os meninos procuram por suplementos proteicos, cafeína, esteroides e creatina, os quais melhoram os níveis energéticos. Já os suplementos de perda de peso são populares entre as meninas. Suplementos ainda no mercado e encontrados facilmente nas prateleiras e na internet podem estar contaminados com metais pesados tóxicos como o mercúrio e o chumbo, ou esteroides e estimulantes como anfetaminas. 

Substâncias associadas à estimulantes colocam as pessoas em risco maior de problemas cardiovasculares. Muitos dos efeitos dos esteroides são irreversíveis, incluindo o crescimento atrofiado e o crescimento das mamas masculinas (ginecomastia). Além disso, esteroides causam acne severa e, a parada súbita deles pode resultar em depressão e aumento no risco de suicídio. Muitos estudos mostraram que esses suplementos são a porta de entrada para o uso de drogas, álcool e participação em outros comportamentos de risco. 

Para a maioria dos adolescentes, esses suplementos não constroem mais músculos do que o que naturalmente ocorre com a puberdade e com uma boa dieta e programa de exercícios. Muito do uso de suplementos é movido pela indústria e pela cultura popular. Essas substâncias quando utilizadas indiscriminadamente e sem indicação podem causar mais prejuízos na performance e na aparência do que benefícios. 

Compartilhar: