Manifestantes colocam fogo no prédio do Ministério da Agricultura em Brasília

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Carros do Corpo de Bombeiros, Samu e caminhão pipa já estão no local para controlar a situação

Julia Lindner e Liana Costa, especial para AE

O clima de tensão aumentou nesta tarde na Esplanada dos Ministérios, em Brasília. Manifestantes que protestam nesta quarta-feira, 24, contra as reformas e pela renúncia do presidente Michel Temer colocaram fogo no prédio do Ministério da Agricultura. Carros do Corpo de Bombeiros, Samu e caminhão pipa já estão no local para controlar a situação. Enquanto bombeiros se aproximam, manifestantes jogam pedaços de pau e uma pessoa se feriu no rosto.

Há barricadas montadas pela Esplanada, alguns ministérios estão sendo alvo de depredação e a polícia continua lançando bombas de gás e spray de pimenta para tentar dispersar os manifestantes.
…………………………………………..
LEIA MAIS…
Tumulto em protesto começou após tentativa de invasão, diz secretaria do DF

Liana Costa, especial para AE

A Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal divulgou um boletim informando que quatro pessoas foram detidas pela polícia na manifestação que reúne cerca de 35 mil pessoas na Alameda das Bandeiras, via em frente ao Congresso Nacional, segundo estimativas da Polícia Militar.

De acordo com a Secretaria, o tumulto começou quando manifestantes tentaram invadir “o perímetro de segurança restrito previsto no Protocolo Integrado Tático (PrTI), mas foram contidos pela Polícia Militar, que usou progressivamente a força”.

As detenções, ainda segundo a secretaria, foram por porte de entorpecentes e porte de arma branca. Os quatro foram encaminhados ao Departamento de Polícia Especializada (DPE).

O boletim policial informa que um dos manifestantes “ao tentar atingir um policial militar com um rojão, teve ferimento na mão devido à explosão”. O ferido foi socorrido por outros manifestantes. O Corpo de Bombeiros fez até há pouco dois atendimentos, entre eles um policial.

As principais vias de acesso à Esplanada dos Ministérios (S1 e N1) continuam bloqueadas na altura da Catedral de Brasília.

Manifestantes jogam pedras no prédio do Planejamento e acendem fogueiras

Leonencio Nossa

Alguns manifestantes que protestam contra o governo Michel Temer na tarde desta quarta-feira, 24, jogaram pedras e paus no vidro do prédio do Ministério do Planejamento e acenderam duas grandes fogueiras com restos de bandeiras e papelão. A Polícia se dirigiu para o local e joga bombas para afastar os manifestantes.

As várias confusões que ocorrem na manifestação na Esplanada começaram, mais cedo, a partir do momento em que a polícia começou a evitar, com bombas, o acesso de manifestantes nas áreas mais próximas dos prédios dos ministérios.

Há confronto entre policiais e manifestantes em alguns pontos, mas a polícia lança bombas a distância desde o início, independentemente de haver ataques dos manifestantes, como intimidação e repressão. Isso ocorreu mais cedo, por exemplo, próximo ao Ministério da Fazenda e tem ocorrido no gramado central da Esplanada.

Enquanto isso, os discursos dos organizadores nos carros de som têm oscilado entre palavras de ordem contra o presidente Michel Temer, pedidos de calma aos manifestantes, mas também apelos para que eles resistam às investidas da polícia. O clima é tenso de um lado e de outro.

Segurança do Palácio do Planalto é reforçada

Leonencio Nossa e Carla Araújo

No momento em que a polícia joga bomba em manifestantes na Esplanada dos Ministérios, o Batalhão da Guarda Presidencial deslocou 30 homens para a rampa do Palácio do Planalto e outros 170 para as duas guaritas da entrada principal do prédio. Também estão em posição de alerta cerca de 100 homens da segurança presidencial. O presidente Michel Temer está no Planalto.

A Praça dos Três Poderes e a via de acesso ao palácio estão bloqueadas, sem manifestantes na área, mas isso não evitou que o clima entre funcionários do Planalto fosse de apreensão.

O barulho na região é enorme, por causa das bombas que estão sendo lançadas por policias na Esplanada e helicópteros da PM e sirenes da viaturas que circulam no local.

Há vários focos de enfrentamento entre manifestantes e policiais no protesto que ocorre na Esplanada. A confusão foi iniciada mais cedo por um grupo pequeno de mascarados, que tentou furar a barreira policial formada na Avenida das Bandeiras, na frente do Congresso Nacional. Agora, no entanto, há confusão em diversos pontos da região. Policiais continuam avançando contra manifestantes com bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borracha. Há muito tumulto e pessoas passam mal.

Compartilhar: