Depoimento de Lula sobre ‘venda’ de medidas provisórias é adiado

Foto: Reprodução

Em nota divulgada na semana passada, Lula disse que não tem relação com os fatos investigados, mas que está à disposição das autoridades para contribuir com o "esclarecimento da verdade"

Foi adiado o depoimento que seria prestado à Polícia Federal pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quinta-feira, 17, sobre suposto esquema de "venda" de medidas provisórias em seu governo. O pedido foi feito pela defesa do petista e aceito por investigadores da Operação Zelotes.

Mandado de intimação expedido no último dia 3 definiu que Lula teria de comparecer nesta quinta, na sede da PF em Brasília, para dar explicações sobre "fatos relacionados ao lobby realizado para a obtenção de benefícios fiscais", por meio das MPs, que favoreceram montadoras de veículos. O caso foi revelado pelo jornal O Estado de S. Paulo em série de reportagens publicada em outubro.

Conforme apurou a reportagem, não há data marcada para que a oitiva ocorra.

Luís Cláu

Compartilhar: