Caiado diz que Dilma deveria renunciar ao cargo e poupar o Brasil

Foto: Reprodução

Caiado: "Já existiam insinuações nesse sentido e agora vem a comprovação final da participação direta da presidente da República em todos esses atos irregulares e criminosos na operação da Petrobras"

 O líder do DEM no Senado, Ronaldo Caiado (GO), disse no Sábado, 04, que a presidente afastada Dilma Rousseff deveria renunciar ao cargo e "poupar o Brasil" da espera pelo desfecho do processo de impeachment que corre no Senado. O comentário foi feito com base na informação publicada pela revista IstoÉ, segundo a qual Dilma teria tratado pessoalmente, com Marcelo Odebrecht, do pagamento de uma propina de R$ 12 milhões para sua campanha à Presidência em 2014. 


A revelação constaria da delação premiada do empresário, segundo a revista. "Já existiam insinuações nesse sentido e agora vem a comprovação final da participação direta da presidente da República em todos esses atos irregulares e criminosos na operação da Petrobras", afirmou. "Para mim, essa é a pá de cal. A possibilidade de ela negar a sua participação no processo é desmontada e cai por terra." 

O senador não acredita, porém, que essa nova informação alterará os votos na comissão do impeachment, do qual ele é integrante.

Compartilhar: