Afastamento de Temer pode causar instabilidade ao país, diz Abi-Ackel

Marcelo Camargo/Agência Brasil

relator diz que a denúncia contra o presidente Michel Temer chegou a ser classificada como "torpe"

Debora Brito – Agência Brasil

"Afastamento do presidente pode causar instabilidade no país", disse nesta quarta-feira (2) o deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), relator do parecer que pede a inadmissibilidade da denúncia contra o presidente Michel Temer.

O deputado apresentou, no plenário da Câmara, o relatório aprovado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) em 13 de julho, logo após a rejeição do parecer de Sérgio Zveiter (PMDB-RJ), que recomendava o prosseguimento da denúncia.

Para Abi-Ackel, a denúncia contra Temer se deu com insuficiência de provas. Ele criticou a gravação feita por Joesley Batista. "Entre cinco perícias, quatro a condenam por causa de ruídos". Ele diz que a denúncia chegou a ser classificada como "torpe".

Apreciação
O relatório de Abi-Ackel deve será apreciado nesta quarta pelo plenário da Câmara. Em seu parecer, o relator contesta a licitude e validade das provas técnicas apresentadas contra Temer e defende a continuidade do governo atual para garantir a execução das reformas e conter o avanço da crise econômica.

Abi-Ackel também elogiou Zveiter, mas ressaltou que houve cautela do constituinte ao relegar à Câmara a prerrogativa de decidir por autorizar uma denúncia contra a presidência. Para o deputado, se a Câmara decidir por arquivar o processo, não impedirá seu julgamento futuro, e pediu aos parlamentares que considerassem em seus votos a falta de evidência sobre a denúncia e a hipótese de instabilidade política e econômica que pode ser causada pelo afastamento do presidente.

 

 

Compartilhar: