Prefeita de Santa Luzia (MG) é presa por suspeita de morte de jornalista

Reprodução/Internet

A professora Roseli Pimentel foi eleita vice-prefeita de Santa Luzia em 2013. Com a morte de Carlos Calixto, em janeiro de 2016, ela assumiu a administração da cidade e foi reeleita no ano passado

A prefeita de Santa Luzia Roseli Pimentel (PSB) foi presa na manhã desta quinta-feira (7) por homicídio qualificado. Ela é suspeita de mandar matar um jornalista que queria publicar uma denúncia de desvio de dinheiro público no município.

Roseli foi presa na casa dela, no bairro Industrial Americano, em Santa Luzia, na região metropolitana de Belo Horizonte. Ela prestou depoimento no Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa, na capital. Depois, foi encaminhada ao Instituto Médico Legal, onde realizou exames de corpo delito.

Segundo a Polícia Civil, além de Roseli outros três homens foram detidos neste 7 de setembro: David Santos Lima (conhecido como Nego), Alessandro de Oliveira Souza (o Leleca), e Gustavo Sérgio Soares Silva (o Gustavim). “Os presos foram encaminhados ao DHPP (Departamento de Investigação de Homicídios e Proteção à Pessoa), onde serão ouvidos.”

A prefeita é acusada de envolvimento no assassinato do jornalista Maurício Campos Rosa, em agosto do ano passado.

Rosa, que era dono do Jornal O Grito, foi assassinado na noite de 17 de agosto de 2016. Segundo testemunhas, ele saía da casa de um amigo quando dois homens se aproximaram dele e efetuaram diversos disparos. O jornalista foi atingido por cinco tiros, quatro nas costas e um na nuca.

O jornal estaria ameaçando publicar uma matéria com denúncias à prefeita por desvio de dinheiro público.

Em abril deste ano, um assessor político da prefeita, revelou a polícia que o jornalista passou a chantagear Roseli quando descobriu que ela tinha comprado uma casa em um condomínio fechado usando verbas do município. Ele queria R$100 mil para não publicar a reportagem.

O R7 não conseguiu contato, até a publicação desta reportagem, com a assessoria e com a defesa da prefeita.

A professora Roseli Pimentel foi eleita vice-prefeita de Santa Luzia em 2013. Com a morte de Carlos Calixto, em janeiro de 2016, ela assumiu a administração da cidade e foi reeleita no ano passado. Em abril, Roseli chegou a ser cassada por abuso de poder político, econômico e uso indevido de veículos de comunicação. Ela voltou ao cargo após uma liminar do Tribunal Superior Eleitoral. Na semana passada, o TRE determinou a convocação de novas eleições municipais assim que os embargos de declaração forem analisados. (R7.COM)

Olhe link da matéria completa:
http://noticias.r7.com/minas-gerais/prefeita-de-santa-luzia-e-presa-por-suspeita-de-morte-de-jornalista-07092017

Compartilhar: