Policiais Militares realizam parto de emergência dentro de carro na GO-070, em Goiânia

Divulgação/Polícia Militar

Mãe e filho passam bem e estão na Maternidade Dona Iris

Kayque Juliano –  Mais Goiás

Quatro policiais militares do 1º Batalhão Rodoviário da Polícia Militar (BPMRV) realizaram um parto de emergência dentro de um carro, na madrugada desta terça-feira (21), no posto policial da GO-070, em Goiânia. De acordo com a PM, a grávida estava com uma amiga a caminho da Maternidade Nascer Cidadão, mas diante das fortes contrações e gritos, a mulher parou o veículo na barreira onde os policiais realizaram o parto da criança e os transportaram para o Hospital de Urgências da Região Noroeste Governador Otávio Lage de Siqueira (Hugol).

Segundo a corporação, Elivania Cordeiro da Silva Almeida estava com a sua amiga gestante, Tainara Reis Santos, em um Fiat Pálio Siena e voltava de dois hospitais onde não conseguiram atendimento. Inicialmente elas tentaram no Hospital Vitta, antigo Santa Lúcia, onde acreditavam ser uma maternidade, contudo, a grávida não foi atendida. Posteriormente foram para o Hospital Materno Infantil e, após um uma consulta prévia, foram informadas por um médico que a unidade só recebia gestantes com gravidez de risco e que poderiam ir embora.

Após as tentativas, a gestante e a amiga se deslocaram para a Maternidade Nascer Cidadão. Durante o caminho, pela GO-070, Elivania, preocupada com as fortes contrações de Tainara, não viu outra alternativa a não ser parar na barreira policial e pedir socorro aos militares. No carro, os policiais se depararam com a mulher já em trabalho de parto e então prestaram o atendimento e auxiliaram a mãe a dar à luz dentro do veículo.

“Há mais de 23 anos na Polícia Militar eu e meus colegas nunca passamos por uma situação como essa. É uma sensação extraordinária, é um fato totalmente avesso da nossa atividade. Mas isso só demonstra que somos preparados para qualquer tipo de situação. Não temos palavras para expressar a felicidade de exercer uma profissão tão honrosa que é de salvar vidas”, explica o 2º sargento da PM, Batista.

Após o nascimento e a separação do cordão umbilical, o sargento J. Batista, cobriu a criança com a sua farda e encaminhou a mãe e a criança para o Hugol. No hospital, foi constatado que ambos estavam bem e foram transferidos para a Maternidade Dona Iris. O bebê, que se chama Enzo, nasceu com dois quilos e 500 gramas.

“Eu passei por um susto, a gente nunca imagina passar por uma situação parecida. Eu agradeço muito o trabalho dos militares. Graças à Deus e a eles hoje eu e meu filho estamos bem”, conta a mãe da criança.

Procurados, o Hospital Vitta não nos respondeu sobre o atendimento negado a gestante. Já o Materno Infantil explicou que a paciente foi atendida e orientada a procurar uma maternidade de baixa complexidade, já que se tratava de baixo risco.  Segue a nota na íntegra.

“A direção do Hospital Estadual Materno-Infantil Dr. Jurandir do Nascimento (HMI) esclarece que a paciente Tainara Reis Santos, de 26 anos, foi atendida pela equipe multiprofissional do Pronto Socorro da Mulher (PSM) ontem, 20 de agosto (segunda-feira), às 23h15min, com queixa de perda de líquido. Por se tratar de uma paciente de baixo risco, não caracterizada perfil de atendimento do HMI, Tatiana foi orientada a procurar uma maternidade de baixa complexidade. Entretanto, o hospital vai averiguar se houve alguma possível falha durante o fluxo no atendimento à paciente e tomar as devidas providências, caso sejam necessárias.”

Olhe link da matéria completa:
https://www.emaisgoias.com.br/policiais-militares-realizam-parto-de-emergencia-dentro-de-carro-na-go-070-em-goiania/

 

 

Compartilhar: