Prefeitura cria Comitê Executivo de Combate ao Aedes Aegypti

Fotos: Washington Oliveira

Juraci Martins: “E preciso a união de toda a população, sociedade organizada, entidades de classe e o poder público para frear a proliferação do mosquito, que já é caso de epidemia em todo o país”

A prefeitura de Rio Verde, juntamente com entidades e segmentos representativos da comunidade, prepara uma grande ação visando combater o mosquito Aedes Aegypti no município. No último dia 22, o prefeito Juraci Martins reuniu-se no auditório da Associação Comercial e Industrial de Rio Verde (Acirv) com autoridades municipais, Secretários, Vereadores, o deputado estadual, Lissauer Vieira, a presidente da ACIRV Jaqueline Zaiden, o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Mário Furacão, empresários, representantes de entidades de classe, presidentes de associação de moradores, agentes de endemias, representantes do Corpo de Bombeiros, para discutir estratégias de combate ao mosquito e também a criação de um Comitê de Combate ao mosquito transmissor de diversas doenças.

Na oportunidade o prefeito Juraci Martins, mostrou as ações do poder público municipal, mas apenas ações unilaterais não alcançam o resultado esperado. tendo em vista o tamanho da cidade e também a diversidade de povos e culturas, “É preciso a união de toda a população, sociedade organizada, entidades de classe e o poder público para frear a proliferação do mosquito, que já é caso de epidemia em todo o país e precisamos cuidar para que não tenhamos nenhum caso das doenças relacionadas ao mosquito Aedes Aegypti”, ponderou o prefeito.

O prefeito Juraci Martins e as autoridades presentes assinaram o decreto 2.426 de 2015, considerando a portaria 1813 de 11 de novembro de 2015 do Ministério da Saúde que declarou Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional por alteração do padrão de ocorrência de microcefalia no Brasil, foi decretada Emergência em Saúde Pública no Município, no período de 180 dias em razão do risco de epidemias de Dengue, potencial epidemia de Febre Amarela, e da possível introdução do vírus Zika e Chikungunya.

Com a adoção da medida de emergência declarada, fica autorizado à adoção de todas as medidas necessárias para a contenção da epidemia, em especial a aquisição pública de insumos e materiais e a contratação de serviços estritamente necessários ao atendimento da situação emergencial.

O decreto ainda prevê a criação do Comitê Executivo Municipal de Combate ao Aedes Aegypti, coordenado pela Secretaria Municipal de Saúde e composto pelas secretarias de Administração, Ação Urbana, Assistência Social, Comunicação, Educação, Esportes, Desenvolvimento Econômico e Sustentável e Meio Ambiente, Infraestrutura e Desenvolvimento Urbano, Planejamento, Controladoria e Projetos, Trabalho, Agencia Municipal de Transito e também da Saneago, Acirv, CDL, Maçonaria Estrela Rio-Verdense, Conselho de Desenvolvimento Comunitário (Condec) e demais associações de entidades.

Em 05 de janeiro de 2016, o Comitê Executivo se reunirá para discutir o planejamento das ações a serem desenvolvidas, mas desde já todos precisam se conscientizar e manter suas casas e lotes limpos para evitar o acúmulo de água e consequentemente a criação e o desenvolvimento do mosquito Aedes Aegypti. O combate ao mosquito deve ser constante e todos devem ser envolvidos.

Compartilhar: