Maguito Vilela entrega casas para quilombolas em Aparecida

Foto: Valdir Antunes

Aparecida de Goiânia é a primeira cidade a construir moradias urbanas para uma comunidade quilombola no Brasil e servirá de modelo para o governo federal em implantar esse projeto em outros municípios

É com muita felicidade e a sensação de dever cumprido que anuncio essa vitória. Que só foi possível graças ao nosso querido prefeito com seu empenho e comprometimento com o nosso povo em uma união com seus administradores. “O sonho virou realidade minha gente”, discursou emocionada a presidente da Associação Quilombola de Aparecida, Maria Lúcia das Dores, durante a entrega das chaves aos novos proprietários, realizada na manhã desta quarta-feira, 30.

As 73 casas foram construídas na Vila Delfiori, por meio do Fundo de Desenvolvimento Social (FDS) e o Programa Minha Casa Minha Vida (MCMV) do Governo Federal em terreno de 25.7 mil metros quadrados, doado pelo município. O quilombo urbano na Vila Delfiori é complemento do quilombo do Jardim Cascata. A obra foi realizada pela Organização Não Governamental (ONG), Associação Goiana de Atualização e Realização do Cidadão (AGARC). O investimento foi de R$ 4,3 milhões.

“Uma das prioridades da minha administração é ampliar acesso à moradia digna para todos os aparecidenses. E é com muita emoção que encerramos 2015 entregando estas moradias para a Comunidade Quilombola Urbana do Jardim Cascata. É uma forma de reconhecer e valorizar a história de um povo que contribuiu com o desenvolvimento do País. Lembrando, que além das casas, a região foi beneficiada, por meio de parcerias com o Governo Federal, com Unidade Básica de Saúde (UBS) e um Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei)”, pontuou o prefeito Maguito Vilela.

Segundo o secretário de Habitação, Júlio Lemos, o próximo passo é apenas a mudança dos proprietários. “Hoje já serão entregues as chaves para cada contemplado. E de posse de suas chaves, o morador poderá pedir a ligação do registro de água pela Saneago e já fazer sua mudança para a tão sonhada casa própria. Muitos aqui viviam de aluguel, o que onerava muito o orçamento familiar. Agora eles terão mais dignidade e uma vida melhor nas suas casas”, destacou.

Estiveram presentes na solenidade de entrega das chaves das casas aos Quilombolas o deputado Federal, Daniel Vilela (PMDB), o deputado Estadual Marlúcio Pereira (PTB), a secretária de Cidadã, Lêda Borges que representou o Governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB). Além do presidente da Câmara de Vereadores, Gustavo Mendanha (PMDB) acompanhado dos demais vereadores e do secretariado municipal. “Esta é uma grande conquista a todos que só foi possível por meio da parceria entre a prefeitura e o governo federal”, sublinhou o deputado Federal, Daniel Vilela.

Um dos beneficiários é o senhor Célio dos Reis Caldas, Técnico em Enfermagem que morava de aluguel. Com os três filhos e esposa Ele conta há mais de cinco anos a comunidade quilombola aguarda o benefício. “É uma vitória depois de todos esses anos. Morar no que é nosso não tem preço”, afirmou a beneficiada. Outra beneficiária é Andreza Barboza que não se continha de tanta felicidade. “Vai ser muito bom para todos nós sair do aluguel, ainda mais para pessoas como eu, mãe de dois filhos e que sustento a casa sozinha. Não tenho palavras suficientes para definir este momento”, salientou.

Pioneirismo – Aparecida de Goiânia é a primeira cidade a construir moradias urbanas para uma comunidade quilombola no Brasil e servirá de modelo para o governo federal em implantar esse projeto em outros municípios. São 73 famílias remanescentes dos quilombolas beneficiadas com as novas casas. A região que antes era inabitável, após a construção das casas, recebeu ainda, além do asfalto e da unidade de saúde, uma área de lazer com academia a céu aberto e um Centro de Convivência. Além disso, todas as casas receberam o sistema de captação de energia solar para mais economia.

Compartilhar: