Gustavo Melo participa de reunião com prefeitos do Vale do Araguaia para discutir situação da MT-100

ASSECOM/AIA

Encontro abordou alternativas para minimizar dificuldade de trafegabilidade provocada pelas chuvas, bem como apresentar demanda ao novo governador

Marcos Cardial | Assecom AIA

Cinco prefeitos da região do Vale do Araguaia estiveram reunidos na sexta-feira (30) na Câmara de Vereadores de Ribeirãozinho (540 km de Cuiabá) para discutir a situação da MT-100 entre Alto Araguaia e Barra do Garças. A preocupação dos gestores é com a dificuldade de trafegabilidade para escoar a produção de grãos com a intensidade do período de chuvas.

Durante o encontro, o prefeito Gustavo Melo (PSB) sugeriu que seja montada uma comissão mista composta por prefeitos, vereadores, produtores e lideranças regionais para apresentar a demanda à equipe de transição do governador eleito Mauro Mendes (DEM).

Uma das estradas de maior extensão no Estado, a MT-100 teve a pavimentação iniciada em 2013. Com a troca de governo, as obras foram paralisadas e retomadas no segundo semestre de 2015 entre Alto Araguaia e Ribeirãozinho. No trecho de Alto Araguaia e Araguainha cerca 25 quilômetros ainda não foram pavimentados. Os 53 quilômetros de Araguainha a Ponte Branca também não receberam pavimentação.

“Nosso sonho é um só. Queremos a pavimentação da MT-100”, disse o prefeito Gustavo Melo durante o encontro. “Alto Araguaia é cortada por cinco MT’s. Podem contar comigo. Estamos nos organizando. O interessante é montar essa comissão mista com prefeitos, vereadores e produtores da região para apresentarmos essa demanda do governador eleito Mauro Mendes. Nossa região é muito produtiva. As lavouras estão se expandindo. É preciso garantir as que essa produção seja escoada com qualidade. Alto Araguaia tem grande interesse nessa pavimentação. Abrigamos o segundo maior terminal de Mato Grosso, onde o modal rodoviário se encontra com o ferroviário para levar essa produção pelos trilhos até o porto de Santos”, completou o prefeito.

Participaram da reunião os prefeitos Ronivon Parreira das Neves, de Ribeirãozinho; Humberto Nogueira, de Ponte Branca; Inês Coelho, de Torixoréu e Sílvio José de Moraes Filho, o Silvinho, de Araguainha, além de vereadores e agricultores da região.

A dificuldade dos produtores e moradores da região é com a Serra da Arnica, entre Ponte Branca e Araguainha. Os caminhões carregados com soja não conseguem sobrepor a serra íngreme, principalmente em dias de chuva. A colheita de soja da região deve ter início entre o final de fevereiro e início de março. Enquanto isso, os prefeitos devem adotar medidas paliativas para garantir a trafegabilidade no trecho.

A proposta é de apresentar a demanda da região à Comissão de Transição do novo governo provavelmente já no próximo dia 07 de dezembro.

 

 

 

Compartilhar: