Familiares pedem ajuda para bebê de nove meses com câncer colocar cateter

Foto: AIA3.COM

A cirurgia de Isadora custa cerca de R$ 4 mil reais. Família não tem condições financeiras e pede ajuda

Com apenas nove meses, a pequena Isadora Santana Ferreira já luta pela vida. Diagnosticada com leucemia tipo B, ela precisa colocar, com urgência, um cateter Port a cath para iniciar um tratamento contra a doença. A cirurgia custa em torno de R$ 2,6 mil, mas a família não tem condições e precisa de ajuda. O assunto ganhou grande repercussão no município de Alto Araguaia (415 km de Cuiabá) e Santa Rita do Araguaia (GO). Familiares e amigos começaram uma campanha pelas redes sociais para conseguir recursos para a cirurgia.

Isadora está internada há cerca de 20 dias no Hospital Araújo Jorge em Goiânia. O pai dela é o servidor público Eduardo Severo Ferreira, motorista de caminhão na Secretaria de Obras e Infraestrutura da prefeitura de Alto Araguaia para sustentar a família. A mãe da menina, Edna de Lima, acompanha tratamento da filha. Ela não tem conhecidos na capital goiana. Desde que chegou está no hospital e fica o tempo todo com a menina.

O cateter necessário para o tratamento da menina não foi encontrado no Sistema Único de Saúde (SUS). “O diagnóstico é de leucemia tipo B. Como as veias dela são pequenas, é necessário um cateter menor, que só foi encontrado em um hospital particular. Pelo SUS não encontramos”, disse.

O casal possui mais dois filhos, um de três e outro de quase dois anos, que ficaram com a sogra na cidade de Santa Rita do Araguaia.

Diagnóstico
Segundo Eduardo Severo Ferreira, a doença foi descoberta após os pais estranharem a coloração da pele da pequena Isadora. Eles a levaram a realização de exames de sangue.

“Inicialmente ela começou a apresentar palidez, a pele amarelada. No hospital municipal fizemos um exame de sangue. Foi constatado que as plaquetas estavam baixas e o exame de sangue deu alterado. Fomos encaminhados para a Santa Casa de Rondonópolis, onde foi tratada com anemia ferropriva. Ficou de quatro a cinco dias internada e teve alta. Voltamos para Alto Araguaia e ela voltou a apresentar a mesma palidez. Repetimos os exames, deu novamente alteração. Fomos encaminhados para Jataí. Conseguimos uma vaga no Araújo Jorge, onde está internada há cerca de 20 dias”, relatou o pai da menina, agradecendo o apoio das prefeituras de Alto Araguaia e Santa Rita do Araguaia.

Doações
Os interessados em ajudar a pequena Isadora podem contribuir depositando qualquer valor em uma conta no Banco do Brasil Agência 0512-6, Conta Corrente 17.471-8 em nome do servidor público Eduardo Severo Ferreira. Mais informações podem ser obtidas pelo celular (66) 9 9615-0974.(AIA3.COM)

Olhe link da matéria:
http://aia3.com.br/familiares-pedem-ajuda-para-bebe-de-nove-meses-com-cancer-colocar-cateter/

Compartilhar: