Alto Araguaia é a primeira da região a buscar capacitação em saúde do trabalho

ASSECOM/AIA

O curso visa a coleta de dados das doenças acometidas pelo trabalho para que haja um registro delas, buscando o melhor atendimento ao público

Profissionais da saúde de Alto Araguaia (415 km de Cuiabá) participaram de mais uma capacitação. Dessa vez, o curso foi uma parceria entre a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (CEREST), ocorrido na sexta-feira (24) na Universidade Aberta do Brasil (UAB).

O objetivo do curso é capacitar as equipes de saúde para as notificações que devem ser feitas sobre os índices de doenças acometidas pelo trabalho na cidade. De acordo com o Cerest, com a capacitação é possível saber onde é preciso melhorar, já que os dados coletados mostram os motivos da doença.

Para a coordenadora e enfermeira do Centro de Referência, Josiane Klein, a iniciativa da Secretaria de Saúde do Município é de gerar uma base de dados epidemiológica para que haja uma política pública eficaz que saiba qual o problema afim de que seja solucionado.

“As pessoas tem adoecido em função das suas atividades laborais e falta registro disso. Por isso venho parabenizar o prefeito Gustavo Melo e a secretaria de saúde por serem a primeira cidade da região a solicitar essa capacitação, visando o melhor atendimento na saúde da população” reitera a coordenadora.

A capacitação beneficia todos os profissionais da área da saúde do município, justamente por ser um curso que visa o melhor atendimento à população.

Para que as atividades fluam normalmente, haverá um rodízio nos horários dos servidores para que participem sem prejudicar o atendimento à comunidade. “As unidades de saúde e todos os serviços prestados funcionaram em horário normal, já que o fluxo de atendimento tem aumentado por conta da campanha de vacinação do sarampo e da poliomielite”, explica.

(Assessoria Executiva de Comunicação – ASSECOM/AIA)

 

 

 

 

Compartilhar: