Acidente entre ônibus e caminhão deixa três mortos e quatro feridos

Reprodução/ TV Anhanguera

Veículo de carga invadiu a pista contrária e bateu contra coletivo interestadual. PRF diz que buraco pode ter contribuído para colisão na BR-364, em Goiás

Três pessoas morreram em um acidente, na noite de quarta-feira (20), entre um ônibus e um caminhão na BR-364, em Jataí, no sudoeste goiano. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), outras quatro pessoas sofreram ferimentos.

O caminhão trafegava no sentido de Mineiros, também no sudoeste goiano, a Jataí. Segundo os policiais, o veículo invadiu a pista contrária e colidiu de frente contra o ônibus da Expresso São Luiz, que saiu de Goiânia em direção a Cuiabá.

Com base no relato de testemunhas e vestígios no local, a PRF informou que o caminhoneiro passou para o sentido oposto da BR-364 para evitar bater na traseira de outro caminhão, que freou bruscamente por causa de um buraco. Assim, os policiais acreditam que a condição da via e a alta velocidade contribuíram para a colisão.

“Conforme levantamos, um veículo não identificado, supostamente um caminhão baú, freou na pista por causa do buraco e a carreta estava vindo atrás, acredito que sem muita distância de segurança e com uma velocidade um pouco maior. O motorista viu que não conseguiria frear sem bater no caminhão baú e tentou ultrapassar e acabou colidindo frontalmente em alta velocidade”, explicou o policial Caio Gasparini.

O ônibus transportava 19 passageiros, além dos dois motoristas. O acidente provocou a morte do condutor reserva, Antônio Domingos Aguiar de Alburqueque, de 39 anos, e da passageira Irani Moraes Lima Gouveia, de 45. Eles foram arremessados para fora do coletivo.

Outro passageiro, Diego Alves de Lima, de 24 anos, chegou a ser socorrido e encaminhado ao Centro Médico de Jataí. No entanto, ele não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

O caminhoneiro sofreu apenas ferimentos leves. No ônibus, o motorista e mais duas pessoas ficaram feridas. Eles também foram levados à unidade de saúde de Jataí, mas não há informações sobre o estado de saúde.

O autônomo Giussiani Virgílio José disse que o ônibus ficou destruído até a altura das poltronas de número 16, onde ele e o pai estavam sentados. “Minha poltrona foi o limite, onde parou de quebrar o ônibus. Da 16 para frente quebrou tudo. Só não fui arremessado porque eu estava de cinto de segurança. Eu e meu pai”, declarou o passageiro.

A pista ficou interditada por mais de três horas e o trânsito teve que ser desviado. Os passageiros seguiram viagem em outro ônibus da empresa.

Gerente administrativo da Expresso São Luiz, Reinaldo Gomes Moura lamentou o acidente. Ele disse que o motorista era experiente e sempre viajava de Goiânia a Mineiros.

VEJA VIDEO DA MATÉRIA: http://g1.globo.com/goias/transito/noticia/2016/01/acidente-entre-onibus-e-caminhao-deixa-tres-mortos-e-quatro-feridos.html

Compartilhar: