México inicia processo de extradição de chefe do narcotráfico para os EUA

Foto: NBC News

Defesa terá três dias para apresentar alegações contra seu eventual envio para os EUA e mais 20 dias para comprovar suas alegações

O México iniciou o processo para extraditar o narcotraficante Joaquín "El Chapo" Guzmán para os Estados Unidos, dois dias após o famoso fugitivo ser recapturado após uma dramática caçada que durou meses.

As autoridades advertiram que o processo de extradição do líder criminoso para o país vizinho pode levar pelo menos vários meses enquanto os advogados de Guzmán buscarão manter o cliente no México, de onde ele já fugiu duas vezes da prisão. A Procuradoria Geral da República disse no domingo em comunicado que agentes mexicanos informaram a Guzmán sobre a possibilidade de que ele seja extraditado. A defesa terá três dias para apresentar alegações contra seu eventual envio para os EUA e mais 20 dias para comprovar suas alegações.

Guzmán lidera o Cartel de Sinaloa, que contrabandeia grandes quantidades de cocaína e maconha, além de fabricar e transportar metanfetaminas e heroína, sobretudo para os Estados Unidos.

Enquanto estava fugindo, Guzmán procurou promover um filme sobre sua história, disseram autoridades após a detenção. Ele inclusive concedeu uma entrevista ao ator norte-americano Sean Penn, que escreveu um artigo para a revista Rolling Stones. As autoridades disseram que os contatos com Penn ajudaram na captura.

Compartilhar: