Homem entra no mar cinco dias após fazer tatuagem e morre por causa de infecção

Reprodução/Internet

Sujeito de 31 anos ignorou aviso do tatuador e foi para praia. Contraiu uma bactéria mortal

Um homem de 31 anos, que não teve o nome divulgado, morreu cinco dias depois de fazer uma tatuagem na panturrilha direita. O sujeito, segundo o jornal britânico The Sun, desconsiderou os conselhos do tatuador de aguardar pela cicatrização do local onde fez o desenho e foi até uma praia no Golfo do México — cujo local também não foi especificado. Ele entrou no mar e, no dia seguinte, acordou sentindo dores pelo corpo. Sofria com febre e manchas e erupções no local da tatuagem.

O homem, de origem hispânica, como informou o tabloide britânico, foi internado num hospital dois dias depois. O quadro tinha piorado ainda mais. Médicos constataram que ele tinha contraído, no local não cicatrizado, uma bactéria mortal chamada Vibrio vulnificus, que devora a carne humana].

A essa altura o ferimento na panturrilha já tinha aumentado e o homem ficara ainda mais debilitado. A pele dele ficou rasgada no lugar onde a tatuagem foi feita. Para piorar, disseram os médicos, o homem sofria de cirrose. Bebia, segundo foram informados, até seis garrafas de cerveja diariamente.  

"Por ter o fígado enfraquecido, ele ficou ainda mais vulnerável à bactéria", disseram os profissionais que atenderam o tatuado. O quadro do paciente se agravou um dia após dar entrada no hospital e ele foi entubado. Ficou na Unidade de Tratamento Intensivo.

O homem que entrou no mar cinco dias depois de fazer a tatuagem na panturrilha começava a lutar para viver na UTI, agora com choque séptico — seus órgãos começavam a falhar por causa da infecção. Acabou morrendo dois meses após dar entrada no hospital. (R7.COM)

Veja link da matéria completa e fotos:
http://hora7.r7.com/fotos/homem-entra-no-mar-cinco-dias-apos-fazer-tatuagem-e-morre-por-causa-de-infeccao-01062017#!/foto/1

 

Compartilhar: