Estado Islâmico diz que atentados foram retaliação a ataques franceses

Foto ilustrativa

“Foi uma retaliação aos ataques aéreos franceses à Síria e ao Iraque”, justificou o Estado Islâmico em comunicado

O Estado Islâmico assumiu a responsabilidade pelos ataques terroristas que mataram 127 pessoas em Paris, dizendo que foi uma retaliação aos ataques aéreos franceses à Síria e ao Iraque, em uma declaração publicada em redes sociais. A autenticidade da declaração do grupo não pôde ser confirmada até o momento. 

A França é um membro da coalizão liderada pelos Estados Unidos que tem como alvo unidades do Estado Islâmico no Iraque. 

Neste sábado,14, o presidente francês, François Hollande, considerou os ataques um "ato de guerra" e atribuiu a autoria ao grupo.

Televisão alemã diz que um suspeito de participação em ataques está preso

Um homem de 51 anos, que foi preso na semana passada depois da polícia encontrar armas de fogo em seu carro, pode estar relacionado aos ataques de em Paris, segundo a imprensa alemã.

A televisão pública Bayrischer Rundfunk informou que autoridades alemãs relataram aos franceses sobre a prisão do homem perto da fronteira germano-austríaca no dia 5 de novembro. O porta-voz da polícia do estado da Baviera, Ludwig Waldinger, confirmou que as armas de fogo, explosivos e granadas de mão foram encontradas. No entanto, Waldinger disse à Associated Press que não iria fornecer mais informações sobre o assunto neste momento.

Compartilhar: