Autoridades belgas desarmam terceira bomba no aeroporto

Foto: Reprodução

Polícia procura suspeito do atentado. Número de mortos sobe para 31

Uma terceira bomba que estava no Aeroporto de Bruxelas foi neutralizada nesta terça-feira por autoridades policiais, afirmou a porta-voz do aeroporto, Florence Muls.

De acordo com a Florence, o artefato foi detonado através de uma "explosão controlada".

Esquadrões anti-bomba detonaram objetos suspeitos em ao menos duas outras localidades da capital belga – a estação de Maelbeek onde outra explosão matou ao menos 20 pessoas mais cedo, e nas proximidades da Universidade de Bruxelas. Autoridades disseram que os dois artefatos não continham explosivos. 

Hoje, o executivo-chefe do aeroporto de Zaventem, Arnaud Feist, afirmou que o terminal ficará fechado ao menos até quarta-feira. "Hoje é um dia triste para o Aeroporto e para a Bélgica de um modo geral", disse Feist. "Nossos pensamentos estão com as vítimas desses atos covardes." 

Mais de 600 voos estavam agendados para esta terça-feira no Zaventem.


LEIA MAIS…
Número de mortos em atentado terrorista na Bélgica sobe para 31

O prefeito de Bruxelas afirmou há pouco que 20 mortes foram confirmadas na estação de metrô de Maelbeek, que fica próxima à sede da União Europeia. Somados as 11 vítimas da ataque ao aeroporto da cidade, o número de mortos sobe a 31.

Outras 106 pessoas ficaram feridas após a explosão no metrô e 81 no aeroporto, acrescentou o prefeito Yvan Majeur, totalizando 187 feridos até o momento.


Polícia belga procura suspeito de ter participado do atentado no Aeroporto

O primeiro-ministro da Bélgica, Charles Michel, afirmou há pouco que as autoridades locais estão procurando um homem suspeito de ter participado do atentado ao aeroporto de Zaventem. 

Em coletiva de imprensa, Michel afirmou que o sistema de segurança do aeroporto capturou imagens de três suspeitos no local momentos antes das explosões. Dois deles teriam detonado seus explosivos. O terceiro está foragido.

A polícia belga divulgou na internet a imagem do suspeito. Ele aparece vestindo um casaco claro, óculos escuros e um chapéu preto.

Segundo o primeiro-ministro, as autoridades estão fazendo buscas em diversas localidades do país e também detonando pacotes suspeitos. Michel também declarou três dias de luto oficial na Bélgica a partir de quarta-feira.

Compartilhar: