Morte de Cristiano Araújo e Allana Moraes completa três anos

Reprodução/Internet

Cantor e a namorada morreram em um acidente automobilístico em Morrinhos, ao retornar de uma apresentação

Há três anos, o Brasil acordava mais triste: Cristiano Araújo e a namorada Allana Moraes foram vítimas de um acidente fatal BR-153, na região de Morrinhos, em Goiás. A Range Rover que levava o cantor para casa após uma apresentação perdeu o controle e capotou. Allana morreu na hora. Cristiano foi transferido com vida para o hospital, mas não resistiu. O motorista Ronaldo Miranda e o empresário Vitor Leonardo sofreram ferimentos leves. Após investigação do Ministério Público, ficou provado que o condutor do veículo foi imprudente ao guiar muito acima da velocidade permitida na rodovia, que era 110 km/h. No entanto, ele não foi condenado, porque a Justiça considerou que o acidente não foi intencional.

Allana e Cristiano estavam juntos há apenas um ano e três meses, após se conhecerem nos bastidores de um show do cantor. O relacionamento ficou sério rapidamente e a estudante de Medicina começou a ser vista na companhia dele frequentemente. Os fãs passaram a admirar não só o sertanejo, mas também o casal. Não à toa, a morte dos dois em condições tão chocantes foi algo que repercutiu de uma maneira tão grande em nível nacional.

Três anos depois, o acidente que abreviou uma das carreiras mais promissoras do sertanejo nesta década ainda causa questionamentos, tristeza e especulações sobre o que teria sido do cantor sem essa fatalidade. Afinal, Cristiano estava em condições de rivalizar com outros astros solo do sertanejo, como Luan Santana, Gusttavo Lima e Lucas Lucco. E tinha como trunfo ser admirado pela voz versátil, registrada em meia dúzia de sucessos que ele emplacou ainda em vida. Mas mesmo que ele não tenha atingido o status de astro inquestionável em nível nacional, ele deixou uma obra que ainda é bastante celebrada pelos fãs de sertanejo, com quatro discos, sendo três ao vivo, e uma ascensão meteórica num dos mercados mais competitivos do Brasil

No entanto, ainda há expectativa para o lançamento de material inédito após a morte. Um álbum com músicas que estavam prontas, mas guardadas, ainda é esperado. Um documentário também já foi anunciado, mas continua apenas como projeto. O que saiu até o momento foi um livro de memórias com imagens do cotidiano do cantor, lançado pelo fotógrafo oficial do cantor, Flaney Gonzales.

(Helder Maldonado, do R7)

Olhe link da matéria completa:
https://diversao.r7.com/pop/fotos/morte-de-cristiano-araujo-e-allana-moraes-completa-tres-anos-24062018#!/foto/1

 

Compartilhar: