Exemplo – Passageira devolve mochila com R$ 702,75 que vendedor de cocadas perdeu dentro de ônibus

Reprodução

Mulher entregou objeto para motorista, que fez a devolução. Não havia documentos dentro da bolsinha, mas dono foi achado por causa de registro no achados e perdidos do terminal

O vendedor de cocadas Valdecy de Jesus da Silva, de 59 anos, mal pôde acreditar ao receber uma ligação na manhã desta terça-feira (26) do achados e perdidos de um terminal de ônibus de Goiânia: a bolsinha que ele esqueceu dentro de um veículo, com R$ 702,75, havia sido encontrada e devolvida por uma passageira. O dinheiro, necessário para o pagamento do aluguel e de matéria-prima para as cocadas, não havia sido tocado.

O incidente aconteceu por volta de 13h40. Na hora em que perdeu o dinheiro, Valdecy estava em um ônibus da linha 004 (Terminal Garavelo/Centro/Eixo T9). Ele estava trabalhando havia quase seis horas e acabou se distraindo na hora de descer no Terminal Bandeiras.

Já dentro de outro ônibus, também trabalhando, o vendedor de cocadas passou a mão no bolso da calça e percebeu que estava sem a bolsinha e se desesperou. “Tinha o dinheiro do aluguel aqui e o dinheiro de comprar material. Eu compro sacos de coco, e está custando quase R$ 150 um saco de coco”, disse, segurando a mochila.

“A única solução que eu tinha [para comprar os materiais e pagar as contas] era essa”, completou Valdeci.

O homem decidiu, então, procurar o “Tá na mão”, do achados e perdidos, para registrar uma espécie de ocorrência da perda de um bem. A Rede Metropolitana de Transporte Coletivo de Goiânia (RMTC) informou que esse cadastro foi essencial para identificá-lo, já que a bolsinha de Valdeci estava sem nenhum documento.

Devolução do dinheiro
O motorista Cirio Pereira dos Santos foi surpreendido, durante a tarde, com o gesto simples de gentileza e honestidade de uma passageira. A mulher o procurou e entregou a bolsinha, informando que a havia encontrado em um dos bancos.

“Ela agiu certinho, porque ela me entregou. Eu vi o pacote de dinheiro, aí procurei um celular, um endereço, não achei. Aí levei para o pessoal [do ‘Tá na mão’]”, explica o motorista.

A passageira que encontrou o dinheiro não se identificou. Valdecy comemorou a devolução da mochila. Ele, que trabalha até 12 horas por dia, vende cerca de cem cocadas diariamente para poder pagar o aluguel da casa, na Cidade Vera Cruz I, a água e a luz.

“Que Deus te abençoe muito”, disse o vendedor de cocadas ao encontrar o motorista.

Por Raquel Morais, G1 GO

Olhe link da matéria completa:
https://g1.globo.com/go/goias/noticia/passageira-devolve-mochila-com-r-70275-que-vendedor-de-cocadas-perdeu-dentro-de-onibus-em-goiania.ghtml

 

Compartilhar: