Advogada morta durante roubo de veículo recebe título póstumo de mestrado, em Goiânia

Reprodução/Internet

Pesquisa de Laís Fernanda Araújo, de 30 anos, foi feita na área de sustentabilidade e foi apresentada à banca por um amigo

A advogada Laís Fernanda Araújo, de 30 anos, já estava com seu projeto de mestrado pelo Instituto Federal de Goiás (IFG) concluído, quando foi morta em uma tentativa de roubo a carro no dia 10 de maio de 2017. A banca de defesa de pesquisa estava marcada para esta sexta-feira (29). Com o intuito de realizar o sonho de ser mestre, uma amiga de Laís solicitou que o título póstumo fosse entregue à família, o que aconteceu em solenidade realizada no auditório do instituto na manhã desta sexta-feira.

Após autorização da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) –  órgão ligado ao Ministério da Educação, que coordena a expansão e consolidação da pós-graduação stricto sensu no Brasil – o trabalho de Laís foi apresentado à banca pelo docente do IFG e amigo Márcio Rodrigues da Silva Reis. A pesquisa é intitulada Índices e  Indicadores Socioeconômicos, Científicos e Tecnológicos como Parâmetros Para Modelo de Previsão e está ligada à Pós-Graduação Profissional em Tecnologia de Processos Sustentáveis do IFG.

A ideia de solicitar à Capes o título póstumo foi da amiga de Laís, a professora universitária Fernanda Nora, que entrou em contato com o orientador do mestrado, Wesley Pacheco. A docente conta que após o contato  e autorização do orientador, a família da advogada foi consultada e ficou feliz com a perspectiva.

Apesar de formada em direito, Laís fez um curso técnico na área de saneamento, por isso, como conta Fernanda, surgiu a vontade de elaborar uma pesquisa interdisciplinar que abordasse fatores socioeconômicos ligados à sustentabilidade. Para  a docente, o trabalho da advogada pode contribuir para demais pesquisas na área e servir de referencial para outros estudiosos.

Para Fernanda, o título foi imposto para que Laís fosse lembrada além da tragédia. “Ela se empenhou muito. A pesquisa dela é muito importante e precisa ser divulgada porque pode dar possibilidade para outros estudos. É uma forma da gente encerrar essa etapa que era um sonho pra dela”, disse.

(Do Mais Goiás)

Olhe link da matéria completa:
https://www.emaisgoias.com.br/advogada-morta-durante-roubo-de-veiculo-recebe-titulo-postumo-de-mestrado-em-goiania/

 

 

Compartilhar: