Mais de 540 kg de peixe foram apreendidos durante a piracema

FOTO: REPRODUÇÃO

Os fiscais já lavraram 70 autos de infração, totalizando R$ 64.405,00 em multas. Foram apreendidos 541,4 quilos de pescados, além de 23 varas de pescar com molinete, oito tarrafas, oito pindas e três redes

Passados quase três meses desde o início da piracema 2016-2017 em Goiás, a Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Cidades, Infraestrutura e Assuntos Metropolitanos (Secima) divulga o balanço  parcial das autuações e apreensões.

Do dia 2 de novembro a 17 de janeiro, os fiscais lavraram 70 autos de infração, totalizando R$ 64.405,00 em multas. Foram apreendidos 541,4 quilos de pescados, além de 23 varas de pescar com molinete, oito tarrafas, oito pindas e três redes.

Os materiais predatórios são encaminhados à incineração, e o pescado apreendido é doado a instituições de amparo nos municípios onde as apreensões são realizadas. A Secima possui cinco postos de fiscalização permanentes no Vale do Araguaia, e desenvolve operações semanais em rios e lagos de todas as regiões goianas.

A piracema termina no dia 28 de fevereiro. Nos quatro meses de vigência da piracema, a pesca é proibida em todo o Estado. O período de defesa da fauna aquática é importante para a reprodução das espécies e manutenção dos estoques pesqueiros. Denúncias de crimes relacionados à pesca ilegal ou degradação ambiental podem ser feitas pelo telefone 0800-6462112.

Compartilhar: