Forças policiais do estado apreendem mais de 7,4 toneladas de drogas em 2017

FOTO: IMPRENSA PM E PC

Governo de Goiás investe em inteligência e integração das forças de segurança pública para intensificar combate à ação de traficantes, principais agentes financiadores de outros tipos penais

As forças policiais de Goiás apreenderam mais de 7,4 mil quilos de drogas no estado somente nos dois primeiros meses de 2017. Do total, mais de quatro toneladas são fruto do trabalho realizado pela Polícia Militar. Outros cerca de 3,4 mil quilos são resultado das atividades da Polícia Civil, por meio de diversas operações realizadas no período. Durante o ano de 2016, as ações resultaram na apreensão de 42 toneladas de entorpecentes, um recorde.

O grande número de apreensões em todo o estado é resultado dos investimentos em inteligência e da integração das forças policiais no combate a todos os crimes praticados em Goiás, entre eles o tráfico de drogas.

O incentivador desta política implementada pela Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária (SSPAP) foi o vice-governador José Eliton, que dirigiu a pasta durante o período de fevereiro de 2016 a janeiro de 2017.

Mais de 80% dos crimes contra a vida têm algum tipo de ligação com o uso ou venda de drogas. “Precisamos combater o agente financiador de muitos tipos penais”, disse José Eliton ao associar as grandes apreensões realizadas pelas polícias goianas com as recentes quedas dos índices de criminalidade divulgados pelo observatório da SSPAP mês a mês.    

Além das grandes operações realizadas pelas polícias Civil e Militar de Goiás, outro fator determinante para a redução da criminalidade no estado é a aproximação dos organismos de segurança pública com a comunidade, essencial para a prevenção da violência. Muitas ações são desencadeadas após denúncias feitas pela população. Com isso, as polícias chegam aos traficantes antes de as drogas serem distribuídas na região metropolitana da Capital e também no interior. 

Apreensões
A Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), deflagrou no final de fevereiro a Operação Conúbio 1, que desarticulou uma associação criminosa especializada em tráfico de drogas em Goiânia. No total, foram cumpridos 14 mandados de busca e apreensão e 10 de prisão preventiva. A polícia também apreendeu mais de uma tonelada de drogas, dinheiro e armas de fogo

De acordo com as investigações, que duraram três meses, o grupo traficava cocaína em diversos bairros da Capital. O nome da operação faz referência à estreita ligação entre os suspeitos. Foram detidos Renato Ribeiro de Souza, de 35 anos, Túlio Robson Ernesto da Silva, 28, Max Villank Aguiar de Macedo, 26, Cleyton Messias Leite, 34, Henrique Inácio Leite Abadia, 25, Nathalia Felipe de Melo Lourenço, 26, Moisés Luidy Santos Moura, 22, Karolayne Mota Duarte, 19, Valber Oliveira Andrade. 23, Eurípedes Júnior Santos, 29, e Wellington Araújo Wolff, 38.

Ainda em fevereiro, a Polícia Civil realizou operação integrada com a Polícia Militar na região oeste de Goiânia com o objetivo de combater o pequeno tráfico de drogas, dando cumprimento a 15 mandados de busca e apreensão domiciliar. O resultado da ação foram três prisões em flagrante: duas por tráfico de drogas e uma por porte ilegal de arma de fogo de uso proibido. Também foram apreendidas cocaína, maconha e uma pistola calibre 9 milímetros de fabricação argentina. A operação contou com a presença de policiais civis, com apoio da Polícia Militar.

No último domingo (05/03), equipes do 9º BPM/CPC, apoiados por policiais da Rotam realizaram uma grande operação em uma festa em Goiânia. No local, com a presença de cerca de 500 pessoas, foram todas revistadas e consultados seus dados. Dentre elas haviam vários menores de idade, os quais estavam expostos a uma grande quantidade de drogas e bebidas alcoólicas. Após o procedimento padrão de identificação das pessoas, foram presos três traficantes, os quais foram encaminhados à Central de Flagrantes juntamente com toda a droga apreendida. 

Em fevereiro, uma equipe da Rotam, ao realizar monitoramento tático no Bairro Goiá, visualizou um veículo modelo Monza que trafegava pela rua com um indivíduo em estado de suspeição. Ao iniciar os procedimentos para a realização da abordagem policial, o condutor não obedeceu às ordens para estacionar e tentou fugir iniciando o cerco e acompanhamento policial, poucas quadras depois a abordagem foi finalmente concluída.

Durante a vistoria no veículo, os policiais militares encontraram 11 (onze) tabletes de maconha. Posteriormente, na casa do criminoso, foi apreendido um total de 160 quilos da droga, além de uma mochila com R$ 14,5 mil que, segundo os traficantes, foram conseguidos por meio da venda de entorpecentes.

Compartilhar: