Bolsa Universitária: governador concede mais 4 mil e anuncia mais 10 mil

FOTO: EDUARDO FERREIRA

Marconi e Valéria Perillo falam à imprensa na solenidade de inclusão de 4 mil estudantes no Bolsa Universitária

Uma cena que se repete há 18 anos, colorida com a presença de milhares de jovens ávidos por um futuro melhor, e movida pela expectativa de um novas oportunidades na vida. O governador Marconi Perillo e a primeira-dama e presidente de honra da OVG, Valéria Perillo, entregaram nesta quarta-feira, dia 15, em solenidade no Centro de Convenções de Goiânia, 4 mil novas Bolsas Universitárias a estudantes do ensino superior. O governador também anunciou a abertura de processo de inscrição para mais 10 mil bolsas, que serão viabilizadas no segundo semestre deste ano.

A solenidade foi marcada por surpresas. O diretor regional dos Correios em Goiás, Adiel Macedo, convidou o governador e a primeira-dama para lançarem oficialmente o selo comemorativo aos 18 anos do programa Bolsa Universitária. Ao discursar, revelou à plateia que, 14 anos atrás, era bolsista da OVG. Em outro momento de emoção, o governador convidou um jovem que acaba de ser aprovado para o curso de Web Designer na PUC Goiás. João Victor é cadeirante, portador de necessidades especiais e fará inscrição no programa.

 

“Tenham fé e esperança, como eu estou tendo”, discursou o estudante, para quem a Bolsa Universitária é um incentivo que “lá na frente a gente vai ser muito mais”. Aplaudido de pé pelos beneficiários do programa, João Victor conclamou todos a apostarem no conhecimento. “É preciso ter fé e fazer o máximo, como eu estou fazendo”, arrematou.

Visivelmente emocionado, o governador Marconi Perillo lembrou que, em abril de 1999, resgatando um compromisso da campanha eleitoral, ele e a primeira-dama Valéria Perillo entregavam as primeiras 4.500 Bolsas Universitárias, hoje já são mais de 170 mil estudantes beneficiados. “Minha mãe dizia que só há uma herança que ninguém rouba: a educação”, afirmou.

Para o governador, a Bolsa Universitária é uma grande ferramenta de “democratização de oportunidades” e a melhor experiência de gestão governamental, copiada por aproximadamente 20 estados da federação e que serviu de base para o lançamento, em nível nacional, do Prouni. Os investimentos em Educação não se resumem, segundo Marconi, apenas na Bolsa Universitária, mas em outros programas como a Bolsa Orquestra, nos centros culturais Gustav Ritter e Basileu Toledo França. Também, no Passe Livre Estudantil, que este ano será ampliado para Anápolis e Rio Verde.

Marconi considera a Bolsa Universitária um instrumento para se fazer “justiça social”, diante de uma das crises mais agudas que o Brasil já enfrentou em sua história. Na visão dele, é dever do Estado estimular o talento, a inteligência, a determinação, e a ousadia daqueles que querem estudar.

A primeira-dama Valéria Perillo saudou os estudantes, ressaltando que a Bolsa Universitária é fundamental não apenas para a formação acadêmica deles, mas para a inserção no mercado de trabalho, além das contrapartidas que ressaltam gestos humanitários como doar sangue e trabalhos filantrópicos.Participaram da solenidade também o vice-governador José Eliton, os reitores da PUC Goiás, UniAnhanguera, Alfa e IFG, diretores da Fasam, Universo, Unifan, Ubra de Itumbiara e Faculdade Católica Anápolis, além de centenas de bolsistas, que lotaram ao auditório do Centro de Convenções.

VEJA LINK DA MATÉRIA: http://www.goiasagora.go.gov.br/bolsa-universitaria-governador-concede-mais-4-mil-e-anuncia-mais-10-mil/

Compartilhar: