‘Feliz por estar vivo’, Neto quer voltar a jogar pela Chapecoense

FOTO: REPRODUÇÃO

Neto:"Feliz por estar vivo, mas perdi muitos amigos. Tem sido tudo novo, fiquei muito tempo desacordado. Queria agradecer a todos pelo apoio”

O zagueiro Neto, o último sobrevivente a ser resgatado no acidente aéreo que causou 71 mortos no dia 29 de novembro, em Medellín,  deixou o hospital na tarde desta quinta-feira, 22, e continuar a recuperação em casa. Ainda debilitado, o zagueiro fez um breve pronunciamento, bastante emocionado, e agradeceu às orações e mensagens de carinho.

"Feliz por estar vivo, mas perdi muitos amigos. Tem sido tudo novo, fiquei muito tempo desacordado. Queria agradecer a todos pelo apoio, mandar um beijo de coração de todas as esposas que perderam seus maridos, seus filhos. Filhos que perderam seus pais", disse o jogador. 

"Não lembro de nada, são 10 dias desacordado. Queria deixar meu agradecimento a todos que oraram por mim. Eu vim aqui porque tenho que agradecer aqueles que lutam junto comigo, é impossível não falar daqueles que se foram", afirmou o zagueiro.

Mesmo com a melhora do estado de saúde, na Colômbia, o defensor demorou a ser avisado sobre a tragédia. Os médicos decidiram preservá-lo do choque psicológico e emocional e só o informaram duas semanas depois. 

Neto reafirmou o desejo de voltar a jogar pela Chapecoense. "Obrigado a todos por tudo que fizeram por mim, creio que logo, logo vou poder jogar, com a vontade de Deus vou estar pisando em campo na Arena Condá com a camisa da Chapecoense", disse o jogador.

Com a saída do zagueiro, apenas um sobrevivente do voo seguirá internado. O goleiro Jackson Follmann, que foi submetido a uma cirurgia nesta semana, ainda ficará mais alguns dias hospitalizado.

Compartilhar: