Convocado para a seleção, Ganso agradece conselhos de Bauza

FOTO: REPRODUÇÃO

Desde a Olimpíada de Londres, em 2012, o meia não era convocado para a seleção brasileira e recebe a oportunidade na vaga de Kaká, lesionado

O meia Paulo Henrique Ganso, do São Paulo, não saiu tão decepcionado de campo após a derrota de quarta-feira por 1 a 0 para o Figueirense, em Florianópolis, pelo Campeonato Brasileiro. A convocação para a seleção brasileira para a disputa da Copa América Centenário, nos Estados Unidos, amenizou o resultado e fez o jogador agradecer ao técnico Edgardo Bauza pela conquista.

Desde a Olimpíada de Londres, em 2012, o meia não era convocado para a seleção brasileira e recebe a oportunidade na vaga de Kaká, lesionado. "O Bauza conversa com todo mundo, em particular com alguns. Ele vem me ajustando taticamente, sobre posicionamento, e tem uma grande parcela de contribuição para que isso possa acontecer. Só tenho a agradecer a ele", disse em entrevista para a TV Globo.

Logo que chegou ao São Paulo, em janeiro, o técnico argentino afirmou que tinha como meta desenvolver o futebol de Ganso para que retornasse à seleção. "A nossa equipe precisava ser ajustada e ele fez isso, colocou as peças no lugar certo, taticamente arrumou. Uma pena que perdemos, porque a gente vem bem", afirmou.

A derrota para o Figueirense foi a segunda em cinco rodadas. O time teve atuação ruim no primeiro tempo, quando pouco finalizou e ainda sofreu o gol de Rafael Moura. Na etapa final o São Paulo reagiu, teve mais posse de bola e esteve perto do empate em um chute de Kelvin que acertou a trave.

"Sem dúvida que sair derrotado nunca é bom. Tenho que agradecer a Deus pela oportunidade, por retornar à seleção depois de tanto tempo, são quatro anos. Amadureci bastante. A chance que tiver, vamos aproveitar", disse Ganso, que deve desfalcar a equipe pelas próximas seis rodadas caso o Brasil chegue à decisão da Copa América.

Compartilhar: