COB anuncia homenagem a Gustavo Kuerten no Prêmio Brasil Olímpico

Foto: Reprodução

Aposentado desde 2008, Guga foi eleito o Melhor Atleta do Ano no Prêmio Brasil Olímpico nos anos de 1999, 2000 e 2001, quando ainda estava em atividade

O aniversário de 15 anos da chegada de Gustavo Kuerten ao topo do ranking do tênis mundial não passou despercebido pelo Comitê Olímpico do Brasil (COB). Ontem, 3, o presidente Carlos Arthur Nuzman anunciou que o ex-tenista será homenageado na cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico, no dia 15 de dezembro, no Rio de Janeiro. 

O catarinense vai receber o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, que premia atletas "que perpetuam os valores do esporte olímpico", na descrição do COB. Aposentado desde 2008, Guga foi eleito o Melhor Atleta do Ano no Prêmio Brasil Olímpico nos anos de 1999, 2000 e 2001, quando ainda estava em atividade. 

"Gustavo Kuerten levou o nome do Brasil ao topo do tênis mundial algo que nos enche de orgulho até hoje. Ao conceder o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, o Comitê Olímpico do Brasil reconhece as conquistas de Guga, sua conduta dentro e fora das quadras e a inspiração que se tornou para os jovens atletas", afirmou Carlos Arthur Nuzman.

A premiação se refere à marca de 15 anos do grande triunfo de Guga na Masters Cup de Lisboa (atualmente chamado de ATP Finals) torneio que tradicionalmente encerra a temporada reunindo os oito melhores tenistas do ano. 

Ao se sagrar campeão, Guga garantira pontuação suficiente para assumir a liderança do ranking, marco histórico na carreira do tenista que foi concretizado no dia seguinte, quando a ATP atualizou sua lista dos melhores do mundo. O brasileiro figuraria na ponta durante 43 semanas. 

Além de representar o Brasil em diversos duelos da Copa Davis, Guga defendeu a bandeira nacional em duas edições dos Jogos Olímpicos. Foi eliminado em Sydney-2000 e Atenas-2004 pelos futuros campeões das duas competições, o russo Yevgeny Kafelnikov, em 2000, e o chileno Nicolas Massu, quatro anos depois.

Compartilhar: