City confirma fratura, mas ainda não dá prazo de recuperação para Gabriel Jesus

FOTOS: REPRODUÇÃO

O clube, porém, ainda não estabeleceu um prazo de recuperação para o atacante brasileiro, informando que o período de afastamento previsto dependerá da realização de novos exames

O Manchester City confirmou oficialmente, na tarde de terça-feira, 14, que Gabriel Jesus sofreu uma fratura no quinto metatarso do seu pé direito, em lesão ocorrida aos 14 minutos do primeiro tempo do jogo em que o Manchester City venceu o Bournemouth por 2 a 0, fora de casa, na noite da última segunda, pelo Campeonato Inglês.

O clube, porém, ainda não estabeleceu um prazo de recuperação para o atacante brasileiro, informando que o período de afastamento previsto dependerá da realização de novos exames que serão feitos nos próximos dias.

Nesta terça-feira, Gabriel Jesus reapareceu no Manchester City com o pé direito imobilizado e ainda andando com o auxílio de muletas, o que já pode ser considerado um sinal preocupante e que coloca esta primeira temporada do brasileiro no futebol europeu em risco.

O City, entretanto, investiu alto para contratar o jogador junto ao Palmeiras e irá lutar para fazer tudo o que estiver dentro de seu alcance para que o jovem de 19 anos retorne logo aos gramados depois de ter começado muito bem a sua trajetória pelo time, no qual acumulou três gols nos cinco primeiros jogos que disputou.

"Desejamos a Gabriel uma rápida recuperação e nós manteremos vocês atualizados sobre o seu progresso por meio dos canais oficiais do clube nos próximos dias", afirmou o City na nota oficial que distribuiu nesta terça.

Na última segunda, Gabriel voltou a ser escalado como titular no City por Pep Guardiola, que após o duelo com o Bournemouth afirmou que iria "rezar" para que exame realizados nesta terça não apontassem nenhuma lesão mais grave no brasileiro. Entretanto, com a confirmação da fratura, a tendência é a de que ele fique um período considerável sem poder atuar.

No lance em que se lesionou, o ex-jogador do Palmeiras deu um pisão em falso com o pé direito dentro da área e reclamou de dores. Depois disso, ele até tentou voltar ao campo após receber atendimento médico, mas acabou sendo sacado pelo treinador espanhol logo em seguida e viu o argentino Agüero, seu substituto e que havia perdido a titularidade para o brasileiro, ter atuação importante ao participar da jogada do segundo gol sobre o Bournemouth.

Horas antes de o City se manifestar de forma oficial, o site do tabloide inglês The Sun já havia noticiado que o atleta havia sofrido a fratura e disse que ele poderá ficar de dois a três meses afastado dos gramados.

Caso realmente fique cerca de 90 dias fora, prazo máximo de recuperação normalmente estipulado para este tipo de fratura, Gabriel Jesus poderá voltar a jogar apenas na reta final desta temporada europeia, que acaba no início de junho, assim como também se tornou a mais nova baixa de peso do técnico Tite na seleção brasileira.

E se de fato só retornar depois três meses de afastamento, o brasileiro teria chance de atuar novamente pelo City nesta temporada apenas no finalzinho do Campeonato Inglês, cujas duas últimas rodadas serão nos dias 13 e 21 de maio.

Já na Liga dos Campeões, Gabriel Jesus teria a oportunidade de jogar em eventuais confrontos do City nas semifinais, marcadas também para maio, caso a equipe passe pelas oitavas e pelas quartas de final. 

Destaque também pela seleção brasileira sob o comando de Tite, o atacante deve ficar fora das partidas contra Uruguai, em Montevidéu, e Paraguai, em São Paulo, respectivamente nos dias 23 e 28 de março, pelas Eliminatórias da Copa de 2018.


LEIA MAIS…
Com pé imobilizado e de muletas, Gabriel Jesus vê temporada em risco no City

Depois de se lesionar na última segunda-feira e precisar deixar o campo já aos 14 minutos do primeiro tempo do jogo em que o Manchester City venceu o Bournemouth por 2 a 0, fora de casa, pelo Campeonato Inglês, Gabriel Jesus reapareceu no clube nesta terça-feira com o pé direito imobilizado e ainda andando com o auxílio de muletas.

Na última segunda, o atacante voltou a ser escalado como titular no City por Pep Guardiola, que após o duelo com o Bournemouth afirmou que iria "rezar" para que exame realizados nesta terça não apontassem nenhuma lesão mais grave no brasileiro.

O City ainda não se pronunciou oficialmente para fornecer informações sobre a atual condição do jogador, sendo que existe uma expectativa na Inglaterra de que isso só aconteça na sexta-feira, quando o treinador espanhol dará entrevista coletiva novamente.

De qualquer forma, o simples fato de Gabriel Jesus ter reaparecido no clube de muletas e com o pé direito imobilizado já é um sinal preocupante e que coloca esta primeira temporada do brasileiro no futebol europeu em risco.

No lance em que se lesionou, o ex-jogador do Palmeiras deu um pisão em falso com o pé direito dentro da área e reclamou de dores. Depois disso, ele até tentou voltar ao campo após receber atendimento médico, mas acabou sendo sacado pelo treinador espanhol logo em seguida e viu o argentino Agüero, seu substituto e que havia perdido a titularidade para o brasileiro, ter atuação importante ao participar da jogada do segundo gol sobre o Bournemouth.

Na terça-feira, 14, o site do tabloide inglês The Sun noticiou que exames constataram que o atacante sofreu uma fratura no quinto metatarso do seu pé direito e poderá ficar de dois a três meses afastado dos gramados.

Caso realmente fique cerca de 90 dias fora, prazo máximo estipulado de recuperação para este tipo de fratura, ele poderá voltar a jogar apenas no fim desta temporada europeia, que acaba no início de junho, assim como também se tornou a mais nova baixa de peso do técnico Tite na seleção brasileira.

Gabriel Jesus foi apresentado oficialmente como reforço do City em janeiro, depois de ter ajudado o Palmeiras a ser campeão brasileiro no ano passado, e vinha tendo um início de trajetória empolgante com a camisa do time inglês. Embora tenha demorado um pouco para estrear, logo ganhou o posto de titular e marcou três gols nas suas cinco primeiras partidas pela equipe.

Agora, porém, o atacante enfrenta a primeira grande decepção em seu início de passagem pelo futebol europeu e terá de lutar para se recuperar o quanto antes possível para ajudar a sua equipe ainda nesta temporada. Caso só se recupere após três meses de afastamento, o brasileiro teria chance de atuar pela equipe apenas no finalzinho do Campeonato Inglês, cujas duas últimas rodadas serão nos dias 13 e 21 de maio.

Já na Liga dos Campeões, Gabriel Jesus teria a oportunidade de jogar em eventuais confrontos do City nas semifinais, marcadas também para maio, caso a equipe passe pelas oitavas e pelas quartas de final. 

Destaque também pela seleção brasileira sob o comando de Tite, o atacante deve ficar fora das partidas contra Uruguai, em Montevidéu, e Paraguai, em São Paulo, respectivamente nos dias 23 e 28 de março, pelas Eliminatórias da Copa de 2018.

Compartilhar: