‘COM EFICIÊNCIA, MINEIROS BATE RECORDE EM OBRAS’

“Mineiros vive uma intensidade de obras e de gestão liderada pelo prefeito Agenor Rezende e sua equipe”, afirma o Secretário Municipal de Governo e Comunicação, Aleomar Rezende, em entrevista exclusiva à Olhaki Revista.

Segundo ele, é incomparável a situação atual da prefeitura com a estrutura herdada em 2013. A cidade vivia grandes dificuldades, estava às escuras, suja, cheia de buracos. Na saúde, não existiam ambulâncias, medicamentos, médicos. Na educação, havia um déficit altíssimo de creches.

Hoje, o município alcança resultados positivos em todos os aspectos: orçamentário, financeiro, equilíbrio fiscal, contas públicas e prestação de serviços.“Não possui nenhuma obrigação que esteja em atraso. Muito pelo contrário: todas estão em dia”, afirma.

Aleomar faz um vasto retrospecto das inúmeras ações que colocam Mineiros no topo dos municípios mais bem administrados do país. Exemplo disso são recursos federais da ordem de R$ 43 milhões, cuja parte já foi formalizada. “São poucas gestões no Brasil que conseguem investimentos. Em Goiás, apenas Mineiros foi selecionada pela portaria do ministro das Cidades, Alexandre Baldy”, afirma.

O financiamento visa, entre outras iniciativas, reforma e ampliação da rodoviária, nova praça, Centro Administrativo, revitalização da Avenida Coqueiros, construção de pontes e pavimentação de todos os bairros que não possuem o benefício. “Vivemos hoje uma saúde financeira invejável”, diz, ao pontuar elenco de obras e investimentos nas diversas regiões de Mineiros.
Aleomar de Oliveira Rezende, 52 anos, é bacharel em Direito pela Universidade Anhanguera de Goiânia (Uni-Anhanguera). Construiu sua trajetória pública ao longo de 30 anos sempre ao lado do hoje prefeito de Mineiros, Agenor Rezende, em suas funções como deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa, governador do Estado de Goiás e conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM).

Entre as funções que exerceu em diferentes órgãos estão: Assessor jurídico, coordenador político, chefe de Gabinete (Legislativo); secretário estadual de Governo, secretário Particular, superintendente administrativo e financeiro da Secretaria de Estado de Minas, Energia e Telecomunicações (Executivo), assessor jurídico (TCM). Assumiu, em 2013, a Secretaria Municipal de Governo, Comunicação e Assuntos Institucionais, acumulando as funções, sendo responsável pela gestão do município.

Casado com a cirurgiã-dentista e bacharel em Direito Ana Paula Alves de Oliveira Rezende. É pai de três filhos: Lucas, 18 anos, Matheus, 15, e Luma, 11. Natural de Pedro Gomes (MS), fez vários cursos de gestão pública e participou de diversos encontros representando o prefeito Agenor. Confira a íntegra da entrevista.

Como tem sido atuar nas secretarias de Governo e Comunicação do prefeito Agenor Rezende?
Aleomar Rezende – Trabalhar com o prefeito Agenor Rezende é atuar em prol da sociedade. Ele visa, sempre, o bem comum. A meta é tornar realidade saúde, educação, lazer e esporte para todos. É cuidar da infraestrutura da cidade, da iluminação pública, da limpeza. Então, é muito fácil trabalhar com o prefeito, porque ele não olha o individualismo. Vê o todo. Prima-se pelo coletivo.
Não existe dificuldade em trabalhar com o prefeito até porque o faço ao longo de 30 anos de trajetória pública dele como deputado estadual, presidente da Assembleia Legislativa, governador de Goiás, conselheiro do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), prefeito de Mineiros. É um líder que preza pela legalidade, moralidade, imparcialidade. Sei da maneira como ele administra, com seriedade, competência, responsabilidade para com a coisa pública.


Como secretário de Governo e de Comunicação, acumulando as duas pastas, também contribui com o município porque economiza uma estrutura que poderia representar mais despesas. Naturalmente, recebo apenas por uma. Esse enxugamento foi especialmente importante no início do primeiro mandato, em 2013, quando o prefeito realizou um gigantesco esforço tendo em vista o saneamento financeiro para colocar as contas do município em ordem, com diminuição de gastos e otimização de receitas.

A Comunicação é a secretaria que dá as boas notícias para a sociedade, para os segmentos, para o servidor público, que foi muito valorizado pelo prefeito Agenor Rezende desde o início de sua primeira gestão.

Os municípios brasileiros, em sua maioria, chegam ao final deste ano quebrados e com as finanças em desordem. Como está, de fato, o balanço da receita e despesa na Prefeitura de Mineiros?
Aleomar Rezende – As dificuldades porque passam os municípios não são diferentes da realidade de Mineiros. O país precisa de um novo pacto federativo para estabelecer equilíbrio entre as receitas da União, estados e municípios, que arcam com inúmeras responsabilidades que são destes entes federados, sem a contrapartida de repasses de receitas. Por exemplo, Mineiros contribui muito com a segurança pública, com horas extras para as polícias militar e civil, pagando aluguel, construindo a agência prisional, que é atribuição do Estado. Achamos que devemos ajudar para que a população fique protegida. Especificamente em Mineiros, a segurança pública vai muito bem, graças ao empenho das forças policiais que aqui atuam e aos imprescindíveis convênios firmados com a SSP, com repasses vultosos de recursos e pontualmente para o setor.

GESTÃO

Depois de alguns anos, Mineiros vive hoje uma saúde financeira invejável, embora as dificuldades em relação às receitas sejam cotidianas. Mas a administração tem sido eficiente, uma vez que estamos a pleitear recursos junto à Secretaria do Tesouro Nacional. Isso é possível graças à gestão financeira, ao equilíbrio das contas, ao controle orçamentário, às certidões, ao Cadastro Único de Convênios (CAUC) do município, que está totalmente regularizado.

A saúde financeira é excelente, porém precisa existir, sempre, uma gestão atualizada, porque os índices de receitas tanto sobem, como caem. No Brasil, tanto o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), como o Fundo de Participação dos Municípios (FPM), são passíveis de oscilações e não podemos permitir que venham impactar a sociedade. Mineiros não possui hoje nenhuma obrigação que esteja em atraso. Muito pelo contrário: todas estão em dia.

É bom que se destaque que todas as prestações de contas de Mineiros foram aprovadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) e, inclusive, a sua grande maioria já analisada pela Câmara Municipal e ratificada também.

O quadro de dificuldades assumido pelo prefeito Agenor Rezende, em 2013, foi superado então?
Aleomar Rezende – As dificuldades foram totalmente superadas nos dois primeiros anos de mandato. O prefeito Agenor Rezende deparou-se com uma situação muito difícil, do ponto de vista financeiro e orçamentário. A própria estrutura administrativa estava extremamente fragilizada, os servidores desmotivados, o Instituto de Previdência do Município com um rombo da ordem de mais de R$ 20 milhões. Hoje tem um superávit de aproximadamente R$ 100 milhões, e o Instituto de Assistência dos Servidores Públicos de Mineiros (Ipremin Saúde), que estava em situação de grande descontrole, encontra-se com uma saúde financeira regularizada, com aproximadamente R$ 15 milhões em caixa, o que dá ao servidor público segurado uma garantia de que terá essa assistência médica, hospitalar, o que não se tinha antes.

Outro detalhe importante é que a gestão eficiente pôde, já no ano passado, reduzir de 5% para 3% a contribuição do servidor, tamanha a eficiência nestes dois institutos, principalmente o Ipremin, algo inédito. Hoje, em Mineiros, as contas públicas estão em perfeita ordem e controle, inclusive, atestadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, pela Receita Federal, pela Caixa Econômica Federal, pela Câmara Municipal e por todos os órgãos de controle, conforme pode-se verificar nos balanços apresentados anualmente pela Prefeitura.

A própria sociedade percebeu que, após os dois primeiros anos, os investimentos em saneamento básico, saúde, educação, infraestrutura, lazer, iluminação e limpeza pública prosperaram e avançaram extraordinariamente, a ponto de garantir a reeleição do prefeito. A sociedade compreendeu os esforços realizados e aprovou a Gestão Agenor Rezende, tanto que lhe confiou mais um mandato.

Os repasses da Prefeitura estão em dia?
Aleomar Rezende – A Prefeitura financia 600 bolsas para universitários da Unifimes, com os repasses sendo feitos religiosamente em dia. O mesmo acontece com o Mineiros Prev, o Instituto de Assistência dos Servidores do Município de Mineiros (Ipremin), o duodécimo da Câmara Municipal, a Receita Federal, INSS, obrigações patronais, fornecedores e aqueles que constroem obras na cidade.

A Prefeitura paga praticamente à vista, não parcela nada, realiza as obras e quita rigorosamente em dia conforme o cronograma de execução. O município só executa a obra com a certeza, a garantia do pagamento.

Por isso, a gestão tem o reconhecimento de toda a sociedade mineirense e nós, enquanto secretários de governo e gestores do município, nos alegramos muito pela oportunidade de contribuir, de forma ativa e participativa, e fazer parte deste governo altamente aprovado pela sociedade mineirense.

E no que se refere à política para os servidores públicos?
Aleomar Rezende – O prefeito Agenor Rezende sempre pautou pela valorização dos servidores públicos e todos estão empenhados em ajudar a administração na sua tarefa de bem servir à sociedade. A Prefeitura de Mineiros quita os salários dos servidores dentro do mês, no último dia útil, o que é sagrado desde o início da gestão. Essa mesma regularidade acontece também com todos os fornecedores.

Um dos grandes problemas na política brasileira é a má gestão pública. O povo sempre paga um preço muito alto pela ineficiência. Qual sua análise?
Aleomar Rezende – O exemplo vem de Mineiros. O município vinha passando por grandes dificuldades. Na saúde não existiam ambulâncias, medicamentos, médicos. Na educação, havia um déficit altíssimo de creches. A cidade estava às escuras, suja, cheia de buracos, necessitando de sinalização. A zona rural clamava por manutenção de estradas, de pontes. A falta de água, de saneamento básico, colocava o município à beira do colapso. Tudo isso mudou.

A responsabilidade é muito grande quando se elege uma pessoa que não tem comprometimento com a gestão pública, ou não a trata como deve ser tratada. Mineiros é exemplo disso. Por que, anos e anos, não se fizeram investimentos como são feitos hoje? São bairros sendo asfaltados, são construções de estações de tratamento de água. Inúmeros avanços. Efetivamente, quem paga é o povo ao eleger um mau gestor. Mineiros, felizmente, fez a opção de escolher um gestor experiente, que está respondendo à altura as demanda da sociedade, e nós nos sentimos orgulhosos por fazer parte efetiva dessa equipe. Como auxiliares, comemoramos também, junto com o prefeito, estes resultados nos planos administrativo e político. Com eficiência, Mineiros bate recorde de obras.

Qual o segredo das realizações da Prefeitura Municipal num país onde só se tem notícia de descalabros administrativos?
Aleomar Rezende – A equipe do prefeito Agenor Rezende é muito mais técnica do que política, daí o sucesso da gestão. Graças à qualidade e empenho de todos os secretários, superintendentes e servidores públicos é possível a realização de obras para o bem-estar de todos.

Mineiros vive essa intensidade de obras e de gestão liderada pelo prefeito Agenor Rezende e sua equipe, que trabalham diuturnamente para o bem da nossa cidade.
O prefeito Agenor Rezende é recordista de investimentos em educação, saúde, infraestrutura, saneamento básico.
Somos uma gestão pautada pelo planejamento, organização, eficiência e transparência.

Qual o papel da Câmara Municipal de Mineiros neste esforço para ordenar a cidade?
Aleomar Rezende – Não tem faltado à administração do prefeito Agenor Rezende o apoio irrestrito da Câmara Municipal de Mineiros para que a gestão pudesse alcançar alto nível de eficiência. O prefeito é um estadista, um homem que cultiva ao máximo a conduta democrática e republicana. Tem o seu gabinete aberto para nossos representantes no Legislativo e demais instituições. Empreende parcerias com os Poderes, sempre tendo em vista novas conquistas.

Pode-se, então, afirmar que o próximo gestor de Mineiros receberá uma Prefeitura totalmente diferente daquela entregue a Agenor Rezende?
Aleomar Rezende – É incomparável a situação da gestão em todas as áreas, antes e depois do prefeito Agenor Rezende. Ele já é recordista em investimentos nos setores de saúde, educação, infraestrutura, saneamento básico e benefícios para a zona rural. Por certo, vai entregar Mineiros com 100% de esgoto tratado, o que, por sua vez, vai propiciar avanços significativos na saúde e no meio ambiente. Alcançou a proeza de garantir água em abundância e com qualidade em todos os bairros da cidade. Provavelmente entregará Mineiros também 100% asfaltada, com saúde pública reconhecida pela população. No setor educacional, a cada avaliação, Mineiros recebe notas melhores no Ideb. Os professores têm salários dignos. Somos uma cidade que cresceu na prestação de serviços, na geração de empregos, e se transformou num polo educacional.

A Unifimes, o Centro Universitário de Mineiros, na gestão do prefeito Agenor Rezende, pôde criar um curso de medicina. Hoje é uma universidade forte, tanto é que abriu um campus de medicina no município de Trindade. É incomparável a situação atual da prefeitura em todos os aspectos: orçamentário, financeiro, equilíbrio fiscal, contas públicas e prestação de serviços como um todo.

PARCERIAS

A partir do ano que vem, Goiás será administrado pelo governador eleito Ronaldo Caiado, que sempre teve uma forte ligação política com Mineiros. Qual a expectativa da administração municipal?
Aleomar Rezende – A expectativa de Mineiros e da administração pública é no sentido de desejar sucesso ao governador eleito, Ronaldo Caiado, na condução do seu mandato. Estamos esperançosos no sentido de que possa concluir obras do Estado, iniciadas pela atual gestão e que estão inacabadas no município como, por exemplo, a via que liga Mineiros a Chapadão do Céu. No aeroporto local, faltam o balizamento, a retirada de duas redes elétricas na cabeceira da pista, e também a homologação pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Ainda em relação às pendências temos, em Mineiros, uma unidade do Instituto Tecnológico do Estado de Goiás (Itego) que foi inaugurada, porém não está em funcionamento. Então, temos uma expectativa grande a respeito da próxima gestão, no sentido de que tenha sucesso e coloque o Estado em ordem o mais rápido possível, principalmente no que se refere às suas atribuições. Hoje o município deixa de investir em outras áreas para suprir a ausência de recursos do Estado na segurança pública. Mineiros é um município importantíssimo de Goiás.
Somos a nona economia. Esperamos do próximo governador grande atenção, na medida do tamanho de nossa economia.

O Governo do Estado assinou com a Prefeitura de Mineiros, em junho de 2017, convênio no valor de R$ 3 milhões para pavimentação de parte do Setor Boa Vista, por meio do Programa Goiás na Frente. Como estão os repasses e a execução das obras?
Aleomar Rezende – O convênio oriundo do Goiás na Frente, entre o Governo do Estado e a Prefeitura Municipal, é no valor total de R$ 3,326 milhões. O Estado repassou apenas a primeira das 10 parcelas previstas, ou seja, apenas R$ 300 mil. Vamos aguardar o posicionamento do governador Caiado no que se refere ao programa, se ele vai dar sequência, se terá continuidade.

Esse convênio foi celebrado tendo em vista o asfaltamento de parte do Setor Boa Vista. Mas, se eventualmente não tiver sucesso, existe um comprometimento do prefeito Agenor Rezende de que ele, via administração municipal, irá asfaltar todo o bairro, como também, os demais setores que não possuem o benefício em Mineiros.

Em março de 2018 o então governador Marconi Perillo inaugurou o novo aeroporto de Mineiros. Por que, sete meses depois, ele ainda não entrou em operação? O que realmente está acontecendo?
Aleomar Rezende – O aeroporto foi inaugurado pelo ex-governador Marconi Perillo mas, infelizmente, não se encontra homologado, nem com balizamento noturno, e têm ainda duas redes elétricas que o impedem de entrar em operação. Então, a demanda do município para o governo futuro é no sentido de que o aeroporto seja balizado para permitir pousos noturnos, para salvar vidas, para empresários que venham a Mineiros e necessitam chegar ou voltar à noite, até para o próprio Governo do Estado e também para os políticos. De uma maneira geral, há uma demanda muito grande, principalmente para salvamento de vidas que, às vezes, têm que esperar o dia amanhecer por falta de um aeroporto com pouso e decolagem noturnos. A expectativa é de que essa questão seja resolvida pelo próximo governador, Ronaldo Caiado.

Como está o andamento de outras obras do Estado em execução em Mineiros?
Aleomar Rezende – Além do que já falamos, existe uma pendência e uma autorização legislativa para a construção de uma unidade do Colégio Militar no município e que, também, se constitui em relevante demanda da sociedade. Já existe a lei que autoriza a criação do colégio; porém, não foi implantada.

Outra pendência por parte do Estado, que não é obra, mas que demanda investimentos, é o setor de segurança pública. O município é que se responsabiliza por alocar recursos para contribuir com horas extras, às vezes internet, funcionários, aluguel e, até mesmo, recentemente, um repasse de R$ 500 mil para ampliação do presídio local. Se o Estado cumprisse suas obrigações, esses recursos poderiam ser utilizados em outras demandas municipais, como praças, creches, escolas, unidades de saúde, iluminação pública, pontes, máquinas, etc.

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy e o prefeito Agenor Rezende assinaram, dia 09/11 último, convênio de financiamento de R$ 30 milhões para obras de infraestrutura em Mineiros, que serão liberados pela Caixa Econômica Federal. Uma grande conquista, não é mesmo?
Aleomar Rezende – Estes recursos são resultado do trabalho da equipe do prefeito Agenor Rezende, que há anos vem elaborando projetos para postular o financiamento. São importantíssimos para alavancar a infraestrutura do município.

Lembrando que tudo isso está sendo possível graças à retidão das contas públicas, graças à gestão do prefeito Agenor Rezende que mantém a saúde financeira do município, com todas as certidões e Cadastro Único de Convênios (CAUC). Mineiros, desta forma, se habilitou com sucesso para esses recursos, que são de difícil acesso. São poucos os municípios no Brasil que conseguem investimentos.

Em Goiás, apenas Mineiros foi selecionada pela portaria do ministro Alexandre Baldy. Um ministro que tem ajudado muito a Prefeitura e nossa população.
Onde e como esses recursos serão aplicados?
Aleomar Rezende – O prefeito Agenor Rezende definiu que será investida na ampliação e modernização da rodoviária. Também na construção de um centro administrativo para reunir as secretarias, podendo, assim, prestar todos os serviços para a sociedade num único espaço, facilitando o acesso às demandas na saúde, educação, cultura, esporte, procuradoria, setor de compras, controle interno, gabinete do prefeito, além de economizar com os alugueis que, hoje, a Prefeitura arca em vários pontos da cidade. Estão previstos, também, pavimentação asfáltica, construção de cinco pontes na zona urbana para melhorar a mobilidade dentro da cidade, além de investimentos na iluminação pública local e a construção da Praça José Alves de Assis, que será moderna e atual, no centro da cidade e, ainda, a revitalização total da Avenida Coqueiros. Dentre outras importantes obras.

Outros R$ 13 milhões que fazem parte do Programa Avançar Cidades – Mobilidade Urbana deverão ser liberados pelo Ministério das Cidades este ano. Qual a contrapartida do Município? Quais serão os setores beneficiados?
Aleomar Rezende – Estes investimentos destinam-se 100% para pavimentação e recapeamento de vias, sendo beneficiados os setores Jardim das Perobeiras, a parte do Boa Vista que ainda não foi asfaltada, o próprio Setor José de Oliveira Martins, o Parque dos Jatobás, o Alcira de Rezende, o Mutirão IV, Naves, Martins e o Marcelino Teodoro Gomes, além do Residencial Dona Letícia. A contrapartida do município é da ordem de R$ 650 mil que será fixa, qual seja, o asfaltamento do Dona Letícia, o que já está sendo feito.

Com essas obras de pavimentação, mais as que vêm sendo executadas com recursos do município, pode-se afirmar que até o final da gestão Agenor Rezende a cidade estará 100% asfaltada?
Aleomar Rezende – Com certeza, com a liberação destes recursos, e mais as obras de pavimentação que o prefeito Agenor Rezende vem realizando por toda a cidade, podemos, sim, com segurança afirmar que Mineiros, ao final de 2020, terá todas as ruas e bairros pavimentados.

Outro grande projeto que está em plena execução é o de saneamento básico da cidade. Pode detalhar a respeito? Quais as obras e quando elas deverão ser concluídas?
Aleomar Rezende – Efetivamente o prefeito Agenor deu atenção a esse item que até então tinha sido esquecido pela administração pública. Mineiros não tratava nada do seu esgoto, sendo todo ele lançado em mananciais, prejudicando o meio ambiente e a saúde pública. Mas, felizmente, o saneamento básico recebeu a devida atenção por parte do prefeito Agenor Rezende e, em Parcerias Público-Privadas (PPPs), está construindo quatro estações de tratamento de esgoto em Mineiros. Até o final de 2019 todas estarão em pleno funcionamento, tratando, para a nossa alegria, 100% do esgoto do município.

Tudo isso beneficia, e muito, o meio ambiente e a saúde pública. Três das quatro estações já estão em fase final de obras e uma, que fica abaixo do Setor Perobeiras, deve iniciar as obras ainda este ano. Com isso, Mineiros será um dos poucos municípios a tratar o seu esgoto 100%, graças à Parceria Público-Privada, sendo que a obra não tem nenhum financiamento.

Habitação é uma das prioridades defendidas pelo prefeito Agenor Rezende para 2019. Alguma novidade?
Aleomar Rezende – No setor de habitação, o prefeito, também com Parcerias Público-Privadas, adquiriu, ao longo destes anos, aproximadamente 500 lotes com toda infraestrutura, meio-fio, asfalto, sarjetas, galerias, saneamento e iluminação. E esses lotes já foram oferecidos ao programa Minha Casa Minha Vida para que sejam construídas casas populares, facilitando a aquisição, uma vez que o prefeito já entrou com a parte mais pesada do investimento, que são os próprios lotes com toda a infraestrutura.

Neste sentido, a população terá acesso à moradia digna pelo programa Minha Casa Minha Vida, pagando uma parcela mínima, que vai corresponder apenas à construção da casa em si, levando em consideração que a Caixa Econômica Federal subsidia parte deste recurso. Além disso, pode usar seu FGTS para abater parte do valor e diminuir ainda mais a parcela.

Nossa sociedade tem uma demanda crescente por moradias. O prefeito, consciente disso, e sensível, se esforça muito e determinou que fizéssemos todo o empenho para que possa iniciar a construção destas casas a partir do ano que vem. Então, é real a possibilidade de que Mineiros possa contar com mais 500 residências do programa Minha Casa Minha vida, além das moradias que já foram entregues pelo prefeito ao longo do mandato.

SAAE

Um dos grandes problemas enfrentados pelo prefeito Agenor Rezende quando assumiu, em 2013, foi a precariedade do abastecimento de água. Esse problema foi solucionado?
Aleomar Rezende – O desabastecimento é um dos graves problemas do Brasil. Vimos em noticiários no Estado: 200 bairros de Goiânia ficaram sem água. Municípios do Entorno do DF também viveram o problema. A gestão de Mineiros recebeu o sistema de abastecimento de água numa situação muito precária, em 2013. Hoje, podemos observar que, sem os investimentos feitos pelo prefeito Agenor Rezende, o sistema atual não abasteceria metade do município.

Ciente desta realidade à época, o prefeito fez grandes investimentos no Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE). Na sequência, iniciou imediatamente a construção de duas estações de tratamento de água. Elas foram adquiridas e entraram em funcionamento em 2014, juntando ao sistema existente para produzir água suficiente para a demanda da cidade.
Existia também um problema crônico quando a falta de energia fazia com que o sistema parasse de operar, tratar e enviar água para a cidade. O prefeito, percebendo isso, adquiriu um imenso gerador para que, nestas eventualidades, que são comuns até hoje no Estado, a estrutura mantivesse o sistema de produção de água funcionando e o envio para a cidade, sem prejuízos para a população.

Além do gerador o prefeito providenciou a reforma de filtros antigos e troca dos elementos filtrantes que, há décadas, não eram submetidos à manutenção. Hoje, o sistema está todo reformado, com manutenção, e produzindo água suficiente para a demanda da cidade. Mineiros recebe água em quantidade e com qualidade.

Outra obra importante foi a construção de uma adutora ligando o sistema Coqueiros até o reservatório do Filú, algo em torno de 4 km. Trata-se de uma adutora de 400 milímetros. Também construiu três elevatórias e três grandes reservatórios nos setores Cruvinel, Nossa Senhora de Fátima e Nova República, para que pudesse ampliar a capacidade de armazenamento e distribuição da água no perímetro urbano.

Foram feitas duas adutoras internas para melhor distribuir água desse reservatório; uma delas ligando o central do Filú até o do Setor Cruvinel, resolvendo, assim, a falta de água que existia nos setores Perobeiras, Nova República e São João. A situação foi normalizada com essas obras e investimentos.

Outra adutora importante feita na cidade foi a que liga o próprio reservatório central do Filú até o de Nossa Senhora de Fátima, resolvendo o problema de abastecimento dos setores Cidade Nova, Bethel, Vilhena, Portal do Cerrado, Martins II, Alcira de Rezende e Jardim Floresta. Com esses investimentos, o prefeito mais do que dobrou a produção de água existente e a capacidade de armazenamento. E mais que triplicou a construção de adutoras, dando uma solução para esse problema caótico vivido pela sociedade mineirense devido à falta de água e, muitas vezes, com a água suja também.

Podemos dizer que o SAAE recebeu investimentos altíssimos, da ordem de R$ 20 milhões, para que a população mineirense pudesse ter acesso à água em quantidade e, principalmente, em qualidade.

Foi anunciado, recentemente, pelo prefeito Agenor Rezende, a aquisição de uma frota de caminhões e máquinas para atender às estradas rurais. Alguma novidade nesse sentido?
Aleomar Rezende – O município, efetivamente, irá receber, ainda este ano, em torno de nove equipamentos rodoviários. São cinco caminhões Basculante Truck, uma motoniveladora, uma retroescavadeira e um trator agrícola com implemento. São resultado de emendas ao orçamento da União dos deputados federais Daniel Vilela, Pedro Chaves e Fábio Sousa, conforme pleito feito pelo prefeito Agenor Rezende junto a estes parlamentares. Não chegaram, ainda, porque vêm via Governo do Estado que, segundo informações, há uma promessa de entrega destes equipamentos ainda este ano, provavelmente no mês de dezembro.

Estamos, realmente, esperançosos de que sejam entregues, porque o município é muito grande na sua extensão territorial e necessita desses equipamentos para manutenção das estradas, para o escoamento da produção, de gado, de grãos. Essa frota, junto com a existente na Prefeitura, irá propiciar ao município, ao prefeito, à administração municipal, uma melhor qualidade no atendimento à zona rural.

OBRAS

Quais foram as obras entregues pelo prefeito Agenor Rezende nesta segunda gestão?
Aleomar Rezende – Mineiros vive um momento especial na administração do prefeito Agenor Rezende. São inúmeras obras na educação, saúde, infraestrutura, meio ambiente, saneamento básico. Podemos citar algumas. O Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), construído no Setor Leontino, inaugurado recentemente, e que propicia à população acesso ao tratamento especializado. Construção da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Setor Vila da Paz, que leva o nome de Osvaldo José de Sousa, entregue em setembro, construída estrategicamente num bairro necessitado e que já está em pleno funcionamento.

Além disso, o prefeito entregou outras seis UBSs espalhadas pela cidade. Temos uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que funciona 24 horas. O Centro Cultural Santo Agostinho está pronto, aguardando os móveis para que seja inaugurado, bem como a ampliação, modernização e iluminação do tradicional Campo do Capoeira, no Setor Divino Espírito Santo.
Inúmeras obras foram construídas e outras serão inauguradas em breve, por exemplo, a construção do Complexo Esportivo Santos, que irá receber práticas esportivas para crianças, além de piscina para idosos. Este complexo vai, também, abrigar parte da Secretaria de Saúde, inclusive com uma Central de Medicamentos. É uma obra importantíssima. Era o antigo Clube do Santos e estava abandonado. O prefeito conseguiu a concessão do espaço para o setor público por um período de 10 anos. Deve ser inaugurado no início de 2019.

Outra obra importante é a construção de muro e modernização do Cemitério Municipal de Mineiros. Além disso, um novo e grande cemitério nos padrões oficiais está em fase final de construção e vai suprir as necessidades de Mineiros pelos próximos 50 anos, num moderno espaço onde terá sepulturas horizontal e vertical, e obras também de asfaltamento do Setor Dona Letícia, de ruas no Setor Divino Espírito Santo, e novo acesso ao Setor Taninho.

Que outras obras podem ser listadas nesta fase da administração municipal?
Aleomar Rezende – Também estão previstas as pavimentações de vias próximas ao aeroporto, mais um acesso na Avenida Tocantins, próximo à BRF, até o Conjunto Nova República e ligação da Avenida Antônio Carlos Paniago à Avenida Ino Rezende, na altura do reservatório do Filú, melhorando, assim, a mobilidade urbana. Estas ações incluem, ainda, a sinalização de toda a cidade, colocação de novos semáforos, readequação do Estádio Odilon Flores, onde o Mineiros Esporte Clube (MEC) disputa as suas partidas em condições de receber público. O espaço atende às necessidades do time e da sociedade que prestigia muito esse esporte e o MEC, que representa a força do futebol de Mineiros.

Quais obras destacaria nos setores de educação e saúde, como prioridades da atual gestão?
Aleomar Rezende – O prefeito Agenor Rezende empreendeu a construção de mais dois Centros Municipais de Educação Infantil (Cmeis) que irão disponibilizar, aproximadamente, 300 novas vagas de creches, um no Setor das Perobeiras e outro no Setor Residencial Versailles, além da recente inauguração do Cmei Anália da Costa Lima, criando mais 80 vagas de creche. Citamos, ainda, o ginásio de esportes e muro na Escola Municipal Professor Salviano Neves Amorim.

Em fase adiantada estão a ampliação e modernização do Hospital Municipal, com 90% das obras prontas. Outra iniciativa de grande importância é a construção da UTI ao lado da unidade hospitalar, aguardando, apenas, a aquisição dos equipamentos, o que está sendo providenciado pela secretária de Saúde, doutora Rosângela Rezende. Há, inclusive, uma predisposição do prefeito de, ao lado do hospital e da UTI, construir uma hemodiálise para minimizar os transtornos de mineirenses que buscam esse tratamento na cidade de Jataí. Está em fase de projeto. O espaço já foi definido. Os recursos estão previstos pelo município com emendas oferecidas pelo deputado Fábio Sousa.

Em cada bairro, estrategicamente, foi erguida uma UBS para que a população tenha acesso à saúde em locais próximos à sua casa, trazendo mais comodidade.

E as realizações em infraestrutura e saneamento básico?
Aleomar Rezende – A cidade, constantemente, recebe manutenção de vias, com serviços de tapa-buracos, diuturnamente, com exceção de domingo, além da limpeza, capina e varrição. O prefeito construiu várias praças públicas, sendo uma no Setor Parque São José e mais duas entre os setores Primavera e Alcira de Rezende, e outra no Mutirão IV.

O prefeito constrói praças nos diversos bairros para que a população tenha opções de lazer, de exercícios físicos, espaços para levar as crianças no parquinho. Exemplo é a José Pereira dos Santos.
A zona rural tem recebido a construção de várias pontes de concreto, patrolamento e encascalhamento de estradas. É constante a presença de máquinas para dar condições de tráfego ao produtor rural, ao agropecuarista.

Está em fase de licitação uma adutora que irá tubular o esgoto do centro da cidade, no Córrego Mineiros, desde o Lago Municipal até a estação de tratamento abaixo do Setor Taninho, tirando o mau cheiro da cidade, os mosquitos, gerando qualidade de vida e saúde para a população. O Portal da Transparência está à disposição da sociedade, com todas as atividades da Prefeitura.

Compartilhar: