BALNEÁRIO ÁGUAS DE PILÕES: UM SONHO QUE SE TORNA REALIDADE

“Esse mega empreendimento será um desafio em minha vida e uma homenagem a todos que procuraram esse local encantador para tratamento de saúde, para momentos de fé, esperança e também de lazer”.

Fazer caminhada pelas trilhas do barro preto, se aventurar numa tirolesa com vistas encantadoras, curtir um passeio de Jet Ski num lago enorme, um tour a cavalo, mergulhar em piscinas naturais de águas cristalinas, vivenciar toda a magia e a história fascinante dos Três Pilões… São alguns dos atrativos que fará parte do Balneário Águas de Pilões, que está sendo construído no município de Mineiros, com recursos próprios, pela empresária Gabriela Vilela de Sousa.

Gabriela é natural de Anápolis, onde atua no ramo imobiliário. É casada, engenheira civil e artista plástica. Tornou-se produtora rural no ano de 2018 (soja e milho) no município de Mineiros.

O referido balneário está localizado dentro da Fazenda 3 Pilões, propriedade dos pais de Gabriela, Márcio Pedro de Souza e Maura Vilela de Sousa.
Em entrevista exclusiva à Olhaki, a empreendedora revela o sonho de colocar em prática esse projeto grandioso, que, sem dúvida, será um dos principais atrativos turísticos de Mineiros e região. “Será a certeza de aventura imperdível, de momentos de fé, de encantamento, em contato direto com a natureza e com uma história de águas medicinais, milagrosas, que proporcionaram a cura de muitas pessoas”, afirma.
Eis a entrevista…

Por décadas as águas sulfurosas dos Pilões foram procuradas por pessoas de várias partes do Brasil, para tratamento de saúde. Como se sente, depois de tantos anos, ao buscar esse resgate da história de Mineiros?
Gabriela Vilela – Confesso que a construção desse empreendimento é um grande sonho meu. Meu avô materno, Hermínio Vilela, também sonhou com o que estamos edificando no local. Aqui ele testemunhou muita gente em busca das águas dos Pilões para tratamento de saúde, com muita fé e esperança na cura. Então, depois de quase 60 anos estamos trabalhando e investindo para resgatar essa história real de Pilões. Esse mega empreendimento será um desafio em minha vida e uma homenagem a todos que procuraram esse local encantador para tratamento de saúde, para momentos de fé, esperança e também de lazer.

Qual a origem do nome Pilões? Por que do termo “águas dos três Pilões”?
Gabriela Vilela – A história é muito bonita. Porque antigamente foram colocados três pilões nas três nascentes de água aqui existentes. Então o local recebeu essa denominação. Quando Pilões começou a ganhar fama, atrair muita gente, o então prefeito da época Osvaldo José de Souza (Toti) fez as caixas de concreto com os pilões dentro.

Na verdade, Pilões pode ser considerado um marco do turismo em Mineiros e em Goiás. Por volta de 1960, pouco se falava sobre a exploração do turismo… Não é mesmo?
Gabriela Vilela – Sim, eu considero que tenha sido um marco do turismo regional, pois as águas consideradas medicinais de Pilões atraíram pessoas de Goiás e vários outros estados a partir de 1960. Foram feitas análises e laudos das águas que jorram dos Pilões, comprovando seu teor medicinal. Meus pais, Márcio Pedro e Maura, contam que as pessoas chegavam aqui com tanta fé em busca da cura, acampavam por vários dias para beber da água e sempre saiam com resultados positivos.

Essas pessoas procuravam as águas sulfurosas dos Pilões para tratamento de quais doenças?
Gabriela Vilela – Foram muito utilizadas para combater a verminose, doenças da pele, gastrite, úlcera, reumatismo, pressão alta, dentre outros problemas de saúde.

E sobre o barro preto que também existe em Pilões. Foi muito utilizado no tratamento de doenças da pele… Ele será inserido nesse projeto?
Gabriela Vilela – Será. O barro preto está localizado dentro de uma área de mata e terá duas trilhas exclusivas até sua nascente. Quem desejar visitar o local e/ou utilizar o barro medicinal em seus tratamentos, contará com infraestrutura e total segurança.

Pilões, no seu ápice em 1960, atraiu grandes temporadas de visitantes. Muitos ainda comentam com saudade…
Gabriela Vilela – Existe muita magia e emoção por traz dessas memoráveis temporadas. Meus pais contam que Pilões chegou a ser frequentado até por 500 pessoas num único final de semana, que aqui ficavam acampadas próximas às nascentes ou hospedadas numa pensão que aqui existia, sempre com muita fé e em busca da cura para seus problemas de saúde.
Aqui também aconteciam festas tradicionais, missas, procissões, romarias, leilões, campeonatos de futebol e até concurso de miss.

As águas dos Pilões, além de medicinais, foram consideradas milagrosas por muitos visitantes. Era o chamado “turismo da fé”. Como você pretende resgatar esse legado?
Gabriela Vilela – Antes de tudo, respeitando a fé e a crença de cada um. O termo “águas milagrosas” realmente foi muito utilizado para definir Pilões.
No local, onde muitos afirmam ter alcançado milagres, construímos a Capela de Nossa Senhora Aparecida, que é considerada a protetora de Pilões.

Aqui, antigamente, sempre havia missas semanais celebradas pelo saudoso Dom Eric. Ele foi um dos grandes entusiastas dessas águas. Por várias vezes trouxe caravanas de visitantes. Essa religiosidade está muito viva, faz parte da história desse lugar.

Não podemos esquecer do Dom Eric nesse momento e vamos homenageá-lo dando seu nome à capela de Nossa Senhora Aparecida.

Quero continuar incentivando o turismo da fé, como era na época no meu avô Hermínio Vilela, mantendo viva a fé e a esperança de todos que bebem as águas das três fontes que jorram em Pilões.

Isso a motivou fazer um investimento tão significativo na construção do Balneário Águas de Pilões?
Gabriela Vilela – Repito que sempre achei fascinante a história de Pilões, sua força e representatividade. Soma-se a tudo isto a ligação da minha família com ela, pois meus pais são proprietários dessa área e a preservou com muito carinho.

Sempre falava com meus pais em fazer um grande projeto aqui. Que gostaria de seguir as idéias e o ideal do meu avô. Então meus pais resolveram passar essa área para que eu pudesse transformar esse sonhado projeto em realidade, que também era um sonho do meu avô Hermínio.
Assim que o balneário estiver pronto e em funcionamento, vou lançar outro grande projeto de 3.000 lotes de chácaras em Pilões. Ele está pronto e em mãos, aprovado e registrado.

Como será o balneário. O que ele vai oferecer?
Gabriela Vilela – O Balneário Águas de Pilões terá um hotel com 30 apartamentos e chalés rústicos bastante aconchegantes, um restaurante com comidas típicas da fazenda. Contará com várias piscinas, quadras de esporte, academia, uma área para eventos (shows) e parque infantil.
Outras grandes atrações serão um lago com 7,6 hectares, para passeios de Jet Ski, esportes aquáticos e pedalinho. Pista de caminhada no entorno do lago, quiosques e restaurante voltado para o lago, tirolesa, trilhas para passeio no meio da mata, cachoeiras com águas cristalinas, passeios a cavalo.

Criei a Praça das Fontes, que terá várias piscinas, jacuzzis, duchas e banheiros, todos com as águas medicinais.

O balneário terá trilhas para o barro medicinal, que fica no meio de uma mata. Oferecerá, também, bar molhado dentro da piscina, redários, lanchonete, a capela Dom Eric, área para camping com banheiros, dentre outros atrativos.

Será, sem dúvida, um verdadeiro paraíso localizado a 40 Km de Mineiros, pela rodovia BR-364, Km 273, à direita, na entrada da Fazenda 3 Pilões.
Vamos construir uma portaria para se entrar no balneário, e nela, visitantes e pessoas interessadas poderão obter o mapa de localização e maiores informações sobre o mesmo.

Dentro desse projeto você pensou também em preservar o que ainda existe de memória?
Gabriela Vilela – As fontes estão como era antes, só que agora dentro de uma praça. A bomba d’água que existia antigamente está do mesmo jeito. A “casa da santinha”, o crucifixo, também, estão preservados e mantidos como era antes. As pessoas que visitarem Pilões terão o prazer de beber a água direto das fontes, também como foi feito no passado.

 

Como está o andamento das obras? A partir de quando o Balneário Águas de Pilões estará pronto para receber turistas?
Gabriela Vilela –A Praça das Fontes, piscinas naturais e trilhas para o barro quero inaugurar até abril de 2020 com uma grande missa. Vale dizer que a Capela Dom Eric já está pronta. Essa seria a primeira etapa.

A segunda etapa, seguindo o projeto da obra, está prevista para ser concluída nos próximos dois anos, inclusive o lago.

Além do seu aspecto tradicional, que é o de oferecer as águas e o barro medicinal, o balneário será uma ótima opção de lazer para toda a família e a todos que buscam um lugar agradável, belo, para seus finais de semana e férias. Onde poderão encontrar muita paz e harmonia com a natureza.

Compartilhar: