Os japoneses que desistem das mulheres pelo ‘amor’ a bonecas

Reprodução/Internet

Estudos mostram que homens substituem parceiras de carne e osso pelas de mentira

O japonês Masayuki Ozaki, de 45 anos, diz estar apaixonado por sua boneca sexual.

"Mesmo quando as coisas não vão bem no trabalho, ou se eu tiver um dia ruim, me sinto seguro ao saber que ela está sempre acordada, me esperando", diz ele.

Dados indicam um número crescente de homens japoneses substituindo as parceiras de carne e osso.

Cerca de 2 mil bonecas são vendidas no país todos os anos, com preços a partir de R$ 20 mil.

Alguns clientes desenvolvem uma relação emocional com elas.

É o caso de Senji Nakajima, de 62 anos, que diz ter "desistido" de namorar seres humanos.

Para especialistas, por trás dessa tendência, está a solidão masculina. (BBC Brasil)

 

 

 

 

Compartilhar: