Michael Jackson estava à beira da falência antes de morrer

FOTO: REPRODUÇÃO

Banqueiro que trabalhou para o cantor, revelou em depoimento que Michael estava no limite, desesperado pensando no que poderia fazer para resolver seus problemas financeiros

Michael Jackson estava à beira da falência nos meses que antecederam sua morte, segundo o que o banqueiro David Dunn, que trabalhou para o cantor, revelou em seu depoimento em um julgamento na corte de Los Angeles, que está julgando se os familiares de Michael devem ou não pagar uma taxa para a receita dos Estados Unidos.

– Ele estava no limite, desesperado pensando no que poderia fazer para resolver seus problemas financeiros, disse ele de acordo com o Daily News.

O banqueiro afirmou que Jackson tinha mais de 300 milhões de dólares em dívidas, aproximadamente 935 milhões de reais, gastava de forma descontrolada e não sabia administrar o rancho Neverland. O polêmico músico também teve problemas para pagar os vários acordos feitos por ele quando foi acusado de abuso sexual em 2005.

– Chegamos a conversar sobre sua tristeza em saber que não viveria para sempre em Neverland, foi quando ele demonstrou consciência de seus problemas.

Compartilhar: