Livro de Larissa Manoela é barrado por irregularidades e apelos de consumo

Reprodução

Larissa Manoela tem propaganda de livro interrompida

Larissa Manoela foi pega de surpresa ao ver um dos seus mais recentes projetos para as crianças ser barrado pelo Conselho Nacional de autorregulamentação Publicitária, o Conar.

O conselho suspendeu o anúncio do livro de figurinhas digital da atriz do SBT. A entidade chegou a conclusão que a propaganda tem “apelos imperativos de consumo” e mais, que fala em gratuidades sem explicar quais são. As informações são do repórter Paulo Pacheco, do UOL.

A reunião, realizada na última terça-feira (31), foi formada por 18 conselheiros, que votaram pela alteração do comercial. A equipe de Larissa Manoela recebeu a recomendação do Conar e poderá recorrer da decisão, mas o anúncio de qualquer forma deverá sair do ar imediatamente até que as mudanças sejam feitas.

Tudo começou quando um consumidor de Mogi Guaçu (SP) reclamou da propaganda. Ele afirma que o anúncio de Larissa Manoela infringe o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, que recomenda que todos os produtos indicados para os menores de idade não tenham “apelos imperativos de consumo”.

No anúncio, divulgado em 26 de abril no perfil da atriz no Instagram, diz: “Envie agora um SMS“. No texto, a atriz escreveu: “Colecione agora todas as figurinhas exclusivas“.

Estas frases, no entendimento do Conar, são os “apelos”. O consumidor do interior de São Paulo também contestou o uso da palavra “grátis”, já que não fica claro a gratuidade do serviço.

O vídeo ainda está no ar no Instagram de Larissa Manoela e em outros perfis de fãs da atriz do SBT.

(RD1.COM)

Olhe link da matéria completa:
https://rd1.com.br/livro-de-larissa-manoela-e-barrado-por-irregularidades-e-apelos-de-consumo/

 

Compartilhar: