Juliana Paes revela: – Já sofri um primeiro assédio sim

Foto: Reprodução

Juliana Paes: “Eu ainda não tive oportunidade de falar sobre isso nas minhas redes e em nenhum lugar. Mas, claro, já sofri assédio”

Juliana Paes está arrasando na pele de sua primeira antagonista, a editora de Totalmente Demais – nova trama das 19hs da Globo, Carolina, e conversou com a coluna de Bruno Astuto sobre a experiência. 

Perguntada sobre como é viver sua primeira vilã, Juliana argumentou que não considera Carolina uma vilã tradicional, mas uma antagonista com muitas facetas.

– A Carolina é mais do que essa definição de mocinha e vilã. É uma mulher da vida real, com desejos e aspirações. Tem os seus momentos de arrogância, mas também tem os de doçura. É isso o que faz dela uma personagem especial e, em alguns aspectos, até difícil, pois, é complicado dar contorno a esses personagens que têm essas sutilezas. Essa complexidade é o meu grande desafio.

Ela disse ainda que consegue separar – e muito bem – a vida pessoal da vida da personagem:

– Eu nunca tive esse tipo de dificuldade. Chego em casa com o corpo cansado, mas com a cuca fresca. Não consigo me envolver e levar o personagem para a cama. Não fico impregnada pelas dores do personagem. Eu consigo separar isso bem. A Carolina pensa muito rápido, toma decisões, está sempre bolando alguma coisa ou irritada. Isso me faz gastar muito energia.

Na trama, Carolina faz bullying com seus funcionarios – principalmente com a personagem de Julianne Trevisol, mas Juliana afirmou que, em sua vida, nunca sofreu assédio no trabalho, inclusive por saber se colocar muito bem. Fora da esfera profissonal, no entanto, a atriz disse que já sofreu assédio sim, e perguntada se teria uma história dessas a dividir – a atriz disparou.

– Eu ainda não tive oportunidade de falar sobre isso nas minhas redes e em nenhum lugar. Mas, claro, já sofri assédio. E isso não tem relação com a nossa postura, não. É uma batalha. Está sendo muito bacana esse movimento. Acho bom saberem que essas histórias estão sendo contadas.

Compartilhar: