Grazi Massafera fala sobre o relacionamento do namorado Patrick Bulus com a filha

FOTO: REPRODUÇÃO

Grazi Massafera: “Imagina entrar numa profissão de gaiata, na cara e na coragem? O que mudou foi a minha postura em relação à profissão e aos que me trataram de alguma maneira indiferente”

Grazi Massafera está prestes a embarcar para Nova York, nos Estados Unidos, por um motivo muito especial. A atriz foi indicada ao Emmy Internacional na categoria de Melhor Atriz por seu papel em Verdades Secretas, onde interpretou a modelo viciada em substâncias ilícitas Larissa. Em entrevista ao jornal O Dia, a estrela comenta sobre esta importante conquista em sua carreira profissional. 

– Não pensei nem em discurso. Se tiver que fazer, será de improviso, mas não sou de criar expectativas. Eu daria o prêmio para a Judi Dench só pelo conjunto da obra. A minha alegria já foi feita por ter sido indicada. Estou indo para tirar selfie, curtir. É uma honra imensa estar ao lado dela, que ganhou o Oscar.

A Larissa de Verdades Secretas, inclusive, fez com que Grazi fosse ainda mais reconhecida pelo público e seus colegas de profissão.

– Antes era mais o público do BBB que vinha falar comigo. Agora, ampliou, são todos os tipos de pessoas. É uma personagem muito real, que pode estar na esquina. A novela acabou e eles continuam por aí ou na cracolândia. A relação ficção e realidade é muito tênue. Uma vez, gravando uma externa, em São Paulo, veio um usuário correndo e dizendo: Preciso entregar uma pedra pra ela, ela está na dificuldade, confessa.

E quem vê a atriz em um bom patamar hoje em dia, nem imagina o quão difícil foi para ela se inserir nesta profissão.

– Imagina entrar numa profissão de gaiata, na cara e na coragem? O que mudou foi a minha postura em relação à profissão e aos que me trataram de alguma maneira indiferente. A postura que sempre tive foi respeito por essas pessoas, que são atores que eu admiro. E eu aprendo com eles e com todo mundo com quem trabalho Só estou colhendo frutos de dedicação. Costumo dizer que quando a sorte bateu na minha porta eu estava trabalhando.

Sua mais nova personagem em A Lei do Amor, Luciane, já caiu nas graças do público.

– Deve ser porque ela é muito popular, espontânea. Algumas pessoas dizem que ela tem a visão do público, fala o que pensa e o que os outros não têm coragem de dizer. Ela é uma pessoa muito poliamorosa. Tem muito amor para dar. Na minha cabeça, não consigo, é tão mágico gostar de alguém, demanda tanto tempo se dedicar, imagina ter mais um parceiro. Jesus amado, muita disposição, brinca.

Grazi ainda criou uma playlist especial que a ajuda na hora de encenar Luciane nas gravações do folhetim.

– Eu coloco Metralhadora, Malandramente, Wesley Safadão. Tem também aquela música Saia e Bicicletinha. Normalmente, eu gosto de ouvir piano, samba, Safadão, e sertanejo raiz, como Milionário e José Rico, Sérgio Reis.

E uma das cenas mais famosas e intensas que Grazi já fez na novela foi o confronto de Luciane com a sogra, Magnólia, personagem de Vera Holtz.

– Essa cena foi um crescente. Normalmente, sou muito crítica, mas essa eu amei. Tive tempo para estudar e encontrar as nuances, e esse tempo foi extremamente importante.

A loira também assumiu que a filha Sofia, fruto de seu casamento com o ator Cauã Reymond, não assiste essas cenas.

– Ela agora vai começar a entender, mas acho que ainda pode confundir. Então, deixa cada coisa no seu tempo.

A estrela ainda comenta que o relacionamento de Sofia e Patrick Bulus, seu namorado, é maravilhoso. Grazi também tenta proteger a pequena dos holofotes.

– A gente fez a nossa escolha, não ela. É complicado pedir, a gente tenta ter esse equilíbrio e contar com o respeito das pessoas. Se ela quiser ser atriz, vou apoiar minha filha no que ela quiser. Meus pais me apoiaram em tudo que eu quis fazer e foi muito importante para mim. 

E se a filha quiser entrar no Big Brother Brasil? 

– Vamos falar: Por quê? Qual a sua necessidade para entrar no BBB? Eu entrei por dinheiro na época. Vamos ver, vou conversar muito, conclui.

Compartilhar: