Adele vence Grammy de álbum do ano e dedica prêmio a Beyoncé

FOTO: REPRODUÇÃO

'

A cantora Adele se sagrou a grande campeã da premiação do Grammy Awards de 2017, realizado na noite de domingo, 12, em Los Angeles (EUA). A britânica conquistou os principais prêmios da noite, como o de álbum do ano e melhor álbum vocal pop, "25" (2015), e ainda gravação, música do ano e melhor performance pop para a faixa "Hello".

Deixados para o final, os prêmios de álbum e gravação do ano levaram uma Adele humilde ao palco. Agradecendo à National Academy of Recording Arts and Sciences dos Estados Unidos pelos prêmios, a cantora reconheceu a importância do trabalho da sua colega Beyoncé com o álbum "Lemonade", que perdeu nas categorias principais – levando apenas o troféu de melhor álbum urbano contemporâneo.

"Eu não consigo aceitar este prêmio", disse Adele, deixando Beyoncé visivelmente emocionada. "O álbum Lemonade é tão monumental e bem pensado e lindo… Nós respeitamos ele. Todos nós artistas, adoramos você. Você é a nossa luz", declarou para a colega.

Um pouco antes, ao receber o prêmio de música do ano, Adele já havia demonstrado humildade ao pedir desculpas por uma falha na noite. Ao subir ao palco para se apresentar pela segunda vez, numa homenagem ao falecido cantor George Michael, Adele sofreu com o nervosismo e interrompeu a banda para reiniciar a performance.

Na premiação, Adele levou ainda os troféus de melhor performance pop para "Hello" e melhor álbum pop vocal por "25", conquistando todos os cinco prêmios que disputava.

Trump
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, foi mais uma vez alvo de críticas em uma grande premiação. Dessa vez, no Grammy Awards, o líder norte-americano foi chamado de "presidente agente laranja" pelo rapper Busta Rhymes.

A crítica do artista veio na apresentação conjunta com A Tribe Called Quest e Anderson .Paak, que apresentaram as músicas "Movin Backwards", "We the People" e "Award Tour".

"Eu quero agradecer ao presidente agente laranja por perpetuar todo o mal que vocês vêm perpetuando pelos Estados Unidos", disse Rhymes. "Eu quero agradecer ao presidente agente laranja por sua tentativa malsucedida de banir muçulmanos. Agora nós nos juntamos!".

A apresentação do grupo terminou ainda com mais protestos, com todos repetindo a palavra "resista".


LEIA MAIS…
Beyoncé não leva prêmio principal, mas arrasa na moda no Grammy 2017

Grávida de gêmeos e com looks exuberantes, todos os holofotes se voltaram para Beyoncé no domingo, 12. Era noite de Grammy Awards 2017 em Los Angeles, nos Estados Unidos, evento que marcou a primeira aparição da cantora depois do anúncio da gravidez, que aconteceu na última semana.

Com produções assinadas por Peter Dundas, que deixou a Roberto Cavalli em 2016 e acaba de lançar a marca própria, Beyoncé se apresentou e, mesmo perdendo os principais prêmios para Adele, levou para casa duas estatuetas, de melhor álbum urbano contemporâneo, por "Lemonade", e videoclipe, por "Formation".

Adele, que saiu com cinco troféus, apostou em um vestido da Givenchy feito sob medida por Riccardo Tisci. Já Rihanna e Lady Gaga resolveram deixar a barriga à mostra.


Beyoncé usa colar de R$ 37 milhões no Grammy

Por causa de sua apresentação inspirada na Santa Ceia, Beyoncé foi a grande estrela da 59ª edição do Grammy, que aconteceu no domingo, 12. Como se já não tivesse brilho próprio o suficiente, no segundo look da noite ela usou colar de diamantes Lorraine Schwartz que custa US$ 12 milhões, cerca de R$ 37,4 milhões. 

O valioso acessório foi usado para arrematar o vestido de paetês com decote geométrico assinado Peter Dundas. 

Além do longo vermelho, ele também assinou o vestido bordado e o conjunto dourado usados pela cantora no show.


Compartilhar: