A mulher moderna e o desafio de manter a saúde em equilíbrio

Foto ilustrativa

A natureza fisiológica, sua beleza natural, seus hormônios, suas alterações, fazem da mulher seres diferentes do homem

Conciliar os cuidados com a casa, os filhos, o relacionamento com o marido, a vida profissional e cuidar da própria saúde e da aparência são algumas das muitas tarefas que a mulher moderna acumula no seu dia a dia. Na semana em que comemoramos o Dia Internacional da Mulher, vale a pena refletir sobre a realidade enfrentada pelas mulheres de nosso tempo, principalmente na relação entre ser uma multitarefa e ainda assim conseguir manter a saúde em equilíbrio.

A natureza fisiológica, sua beleza natural, seus hormônios, suas alterações, fazem da mulher seres diferentes do homem. A fisiologia especial a torna mais vulnerável a deficiências nutricionais durante os diferentes estágios da sua vida. As necessidades de nutrientes específicos como ferro e cálcio são maiores nas mulheres do que nos homens, por exemplo.

O médico Marco Antônio Campos Casemiro, que há mais de 20 anos vêm trabalhando com prevenção e tratamento do envelhecimento através da prática ortomolecular, explica que a alimentação equilibrada facilita a manutenção de peso, mantem um bom desempenho físico e mental e previne doenças, influenciando no bem-estar e na saúde da mulher. As vitaminas são substâncias que desempenham papel fundamental na estimulação das enzimas responsáveis por vários dos processos metabólicos do corpo e são obtidas por meio da alimentação e sob a forma de suplementos. "Quanto mais balanceada a alimentação, mais rica em vitaminas ela será. Como nos dias de hoje isso é difícil, a suplementação que é feita na prática ortomolecular, faz-se necessária. Antioxidantes tipo Vitamina E, Vitamina C, Betacaroteno, Selênio, Zinco, Manganês, Ácidos Graxos e Vitaminas do complexo B ajudam aliviar, por exemplo, os principais sintomas da menopausa, como as ondas de calor, estresse, fadiga e flacidez da pele, portanto são fundamentais para a saúde da mulher", explica Dr. Casemiro 

De acordo com o médico, alimentos como aveia, alho, azeite de oliva, castanha do Pará, maças, peixes, soja, tomate, uva vermelha e muitos outros já foram comprovados serem capazes de prevenir doenças do coração, câncer, depressão e proteger o cérebro de outras doenças como mal de Alzheimer, portanto são bons alimentos para se ter no cardápio com frequência para quem se preocupa em aumentar a longevidade e viver com saúde 

Manter um peso saudável também é uma recomendação para as mulheres que buscam viver com mais saúde. O peso ideal vai muito além da questão estética. A obesidade é extremamente prejudicial à saúde, pois diminui a resistência à infecções e eleva o risco de desenvolver doenças cardíacas, diabetes, hipertensão, acidentes vasculares cerebrais (AVC), entre outras, que podem provocar morte pré-matura ou diferentes graus de invalidez.

E se a vida da mulher de hoje é corrida e cheia de tarefas, vale lembrar que a maioria delas faz tudo isso em cima de um salto alto, o que também exige atenção. De acordo com o fisioterapeuta Pericles Machado, responsável pela clínica Physio Athletic, o uso excessivo do salto gera algumas alterações nos padrões posturais, resultando em sobrecargas que partem do pés, tornozelos, joelhos, quadris e coluna. "Devido a mudança no centro de gravidade provocado pelo salto alto, passa haver sobrecargas que a médio longo prazo vão gerar mudanças permanentes no padrão postural da mulher e isto normalmente é fonte causadora de tensões e dores, e dependendo, até patologias intrínsecas a coluna", esclarece Pericles. A dica segundo ele, é dar preferência para saltos do tipo plataforma, por não modificar em demasia o padrão postural inicial da pessoa 

O Fisioterapeuta também alerta para os cuidados com o excesso de peso carregado nas bolsas femininas. Normalmente carregada de um lado só, seja na mão ou no ombro, esta assimetria de cargas pode gerar desde simples tensões musculares na coluna até alterações posturais definitivas, especialmente escoliose. "Se o uso for eventual e com pouco peso, a bolsa não oferece problema real. Agora, sendo de uso mais frequente ou com peso mais expressivo, a sugestão é optar por bolsas com alça do tipo carteiro", sugere Pericles.

O exercício físico também é um aliado da mulher que deseja conciliar saúde e estética, mantendo o corpo em forma e dentro do peso ideal. Para Jairo Lucheta, educador físico e gerente de ginástica da Companhia Athletica, o treino resistido é indispensável para as mulheres pois, além de proporcionar aumento de massa muscular, a impactação óssea diminui as chances da osteopenia (perda de massa óssea), que ocorre principalmente com a diminuição hormonal na mulher, com o passar dos anos.

Os benefícios da musculação para as mulheres é basicamente os mesmos que para qualquer indivíduo: aumento de massa muscular e uma melhora consequentemente no condicionamento e perda de gordura. "O que acontece é que muitas mulheres não gostam de "pegar pesos", ou acham que não é a atividade ideal para queimar gorduras. No entanto, um treino bem montado, respeitando as condições físicas da mulher, levará a um aumento da massa magra, aumentando o metabolismo durante e pós treino, isso proporciona uma maior queima além de todos os resultados estéticos da hipertrofia" explica Jairo.

Para aquelas que buscam um exercício para emagrecer, o coordenador da área de personal trainers da Companhia Athletica, Guto Santos indica musculação em combinação com o aeróbio hit em treinamento intervalado. "A atividade física de forma geral melhora a saúde fisiológica, a saúde estética e garante uma longevidade maior para a mulher. É indispensável para mulheres de todas as idades, principalmente acima de 40 anos quando se tem um aumento da perda de massa muscular", finaliza Guto.

O fato é que as mulheres vêm se destacando cada vez mais em suas áreas, assumindo posições de liderança e de destaque dentro das empresas e acumulando cada vez mais tarefas e funções dentro e fora do âmbito profissional. É importante saber dividir o tempo e priorizar determinadas áreas e dar mais atenção a elas, como é o caso da saúde e do bem-estar. Ter a saúde em dia é questão de criar e manter hábitos simples que incluem alimentação saudável, monitoramento constante das condições gerais, exercício físico e um estado mental positivo. As mulheres tem o poder de mudar o mundo. Com saúde, elas vão ainda mais longe.

Compartilhar: